Sábado, 25 de Maio de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,17
euro R$ 5,61
libra R$ 5,61

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,17
euro R$ 5,61
libra R$ 5,61

Cidades Quinta-feira, 01 de Dezembro de 2016, 17:50 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Quinta-feira, 01 de Dezembro de 2016, 17h:50 - A | A

TENTATIVA FEMINICÍDIO

Acusado de abusar e agredir mãe de amigo é preso em Cuiabá

REDAÇÃO

Um homem acusado de estuprar e agredir a mãe de um colega teve o mandado de prisão cumprido pela Polícia Judiciária Civil, nesta quinta-feira (01.12), em uma ação da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher (DEDM) de Cuiabá. O acusado, Edevilson Gonçalves, 22, conhecido como “Pelé”, teve a ordem de prisão temporária decretada pelos crimes de estupro e tentativa de feminicídio.

 

Marcos Lopes/HiperNotícias

violência doméstica/agressão/maria da penha

 

O suspeito estava em uma motocicleta quando abordou a vítima em via pública, no dia 11 de novembro, no bairro Nova Esperança, em Cuiabá. No primeiro momento, o acusado tentou uma conversa, dizendo que era amigo do filho da vítima. Como não tinha intimidade com o jovem, a vítima continuou caminhando, fazendo com que ele acelerasse e saísse com a motocicleta.

 

Quando a vítima passava em frente a um terreno baldio, onde há uma casa abandonada, o suspeito veio em sua direção e a arrastou para dentro do imóvel. No local, ele jogou a vítima no chão e começou a apalpar e beijar o seu corpo. Enquanto ela tentava fugir dele, o agressor começou a desferir socos contra a cabeça da vítima.

 

Em depoimento, a vítima contou que chegou a implorar que o suspeito parasse e enfatizou a amizade dele com o filho, porém ele continuava a agredi-la. Em determinado momento, Edevilson arrastou a vítima para fora da casa, onde a jogou em um buraco no quintal e continuou a desferir os socos contra o seu rosto.

 

A vítima acredita que só não foi assassinada pelo suspeito, porque duas vizinhas ouviram os seus gritos e foram socorrê-la. Elas também chegaram a ser agredidas pelo suspeito, que fugiu do local naquele momento. Segundo a vítima, ela nunca havia conversado com o agressor antes e que ele apenas aparecia na frente de sua casa para chamar o seu filho para sair.

 

Segundo a delegada, Elaine Fernandes da Silva, devido as agressões, a vítima sofreu fratura no maxilar e teve que ser submetida a uma cirurgia, por esse motivo ela só registrou a ocorrência no dia 16 de novembro. “Ela contou que ficou com o rosto muito inchado, com muitos hematomas e que na mesma noite foi encaminhada ao pronto-socorro. O rosto ficou tão deformado que a vítima não conseguia se olhar no espelho”, disse a delegada.

 

Depois do ocorrido, vizinhos relataram a vítima que o suspeito estava rondando a sua residência e ameaçando o seu filho. Com base nas informações e identificação da autoria do crime, a delegada representou pela prisão do suspeito, que foi decretada pela Justiça. A ordem judicial contra o suspeito foi cumprida, pela equipe da DEDM, na manhã desta quinta-feira (01.12), no bairro Alameda, em Várzea Grande.

 

A delegada acredita que Edevilson pode estar envolvido em outros crimes, envolvendo violência contra mulher e espera que com a prisão, outras vítimas procurem a delegacia para denunciar o suspeito.

 

Participaram da prisão, as investigadoras da DEDM, Cleidenil dos Santos e Laura Maria Dantas.

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros