Brasil Domingo, 11 de Dezembro de 2011, 17:05 - A | A

Domingo, 11 de Dezembro de 2011, 17h:05 - A | A

DIVISÃO

Resultado do plebiscito no Pará deve sair hoje, diz presidente do TSE

Propaganda irregular foi apreendida em Belém; clima é tranquilo nos locais de votação

DA FOLHA DE SÃO PAULO

Arquivo

O presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), Ricardo Lewandowski, visitou na manhã deste domingo (11) o TRE (Tribunanl Regional Eleitoral) do Pará e fez uma inspeção no colégio Paes de Carvalho e afirmou que o resultado do plebiscito que pode dividir o Estado deve sair hoje.

Segundo ele, o resultado do plebiscito deverá ser divulgado "algumas horas" após o fechamento das urnas, marcado para as 17h (18h de Brasília).

Lewandowski ressaltou que o pleito está ocorrendo "dentro da normalidade" e informou que o custo do plebiscito até agora foi de R$ 19 milhões.

"É um momento histórico extremamente importante e mostra que nossa democracia está amadurecida e consolidada", disse.

Em Belém, as pessoas saíram às ruas hoje para votar vestidas com camisas vermelhas estampando a bandeira do Pará. As lideranças da campanha contra a divisão votaram pela manhã. O governador Simão Jatene (PSDB) também já votou.

De acordo com o Datafolha, a capital e os municípios de seu entorno concentram uma rejeição superior a 90% da ideia da divisão do Estado.

Em Santarém e Marabá, possíveis capitais do Tapajós e do Carajás, o plebiscito também segue tranquilo.

PROPAGANDA IRREGULAR

Materiais de propaganda do plebiscito sobre a divisão do Pará foram apreendidos na manhã deste domingo em Belém. O TRE (Tribunal Regional Eleitoral) do Pará informou que se tratava de distribuição irregular de propaganda, mas não informou se o material era da frente contra a divisão ou da frente a favor.

Até agora, esta foi a única ocorrência fora da normalidade do plebiscito que ocorre hoje para decidir sobre a divisão do Estado.

A venda de bebida alcóolica está proibida desde a meia-noite.

Caso aprovada a divisão, serão criados os Estados do Carajás (sudeste) e Tapajós (oeste) e o Pará terá seu território reduzido.

Clique aqui  e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros