Brasil Quinta-feira, 19 de Maio de 2011, 16:18 - A | A

Quinta-feira, 19 de Maio de 2011, 16h:18 - A | A

Polícia do Piauí registra primeira apreensão de óxi

Considerado mais nocivo que o crack, o óxi traz em sua composição química substâncias corrosivas, como querosene e cal virgem

DA FOLHA DE SÃO PAULO

A Polícia Militar do Piauí registrou na noite de quarta-feira (18) a primeira apreensão de óxi no Estado --droga considerada mais destrutiva que o crack--.

Foram apreendidas 165 pedras da droga no quintal da casa de um homem que a polícia suspeita atuar como traficante de drogas no bairro Macaúba, zona sul de Teresina.

Com o suspeito, a polícia também apreendeu R$ 155, em cédulas de R$ 10 e R$ 20. Segundo a PM, a droga já estava embalada e pronta para ser comercializada. A polícia estima que cada pedra seria vendida por R$ 10.

Considerado mais nocivo que o crack, o óxi traz em sua composição química substâncias corrosivas, como querosene e cal virgem. A droga é mais barata do que o crack.

Em São Paulo, a pedra de óxi chega a ser vendida por R$ 2. A droga é produzida na Bolívia e no Peru e começou a entrar no Brasil em 2005 pelo interior do Acre.

Clique aqui  e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros