Sábado, 18 de Maio de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,11
euro R$ 5,55
libra R$ 5,55

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,11
euro R$ 5,55
libra R$ 5,55

Artigos Domingo, 11 de Dezembro de 2016, 08:09 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Domingo, 11 de Dezembro de 2016, 08h:09 - A | A

Recado poético

O puxadinho impede o réu de assumir a presidência da república, mas não o impede de “comandar” o poder

VALÉRIA DEL CUETO

 

Divulgação

Valeria Del Cueto

 

Todos os requisitos necessários para o bom andamento dessa fábula fabulosa estão aqui representados. O checklist de Pluct, Plact, o Mercúrio extraterrestre, mensageiro da cronista voluntariamente enclausurada, está completo. Divide-se em itens básicos, circunstanciais e os "extraplus", aqueles especiais.

 

Vamos ao básico: um sol de verão na primavera e vista paradisíaca com amplo horizonte marítimo. Não o ideal, porque só Ponta do Leme só existe uma. Mas o Arpoador disponível no momento, diante das circunstâncias, é mais do que aceitável. Um mar verde esmeralda hoje quase sem ondas e temperatura tépida. A praia praticmanete vazia, onde predominam o barulho das ondas e os pregões dos vendedores ambulantes que circulam entre os frequentadores (tem bastante turistas) oferecendo queijo coalho, caipirinha, cangas, bronzeador, Mate Leão, limonada, óculos de sol, Biscoito Globo... Esses são aspectos do relatório que introduzem e ambientam a narrativa, aproximando a cronista rebelde de seu visitante interplanetário. Não que ele não tenha tentado inverter a ordem dos fatores, mas claramente, nesse caso, ele alteraria a o produto como você verá na sequência.

 

O segundo grupo é o de requisitos circunstanciais. Nele estão englobados os temas que mantém a amiga, isolada na cela do outro lado do túnel, enquadrada no contexto da loucura contemporânea. Inclui a tentativa na calada da noite do presidente do Senado de tornar urgente a tramitação da lei de abuso de autoridade. A liminar do ministro do STF Marco Aurélio afastando o réu da presidência do Senado. Sua conduta ao desafiar a justiça dando perdidos sucessivos no oficial da justiça! O espetáculo deplorável de assistir a suprema corte brasileira, mais uma vez, só botando a cabecinha. Técnica já apresentada na condução da sessão que tirou Dilma do poder, sem fazê-la perder seus direitos políticos. Pois dessa vez o puxadinho impede o réu de assumir a presidência da república, mas não o impede de “comandar” o poder cujo presidente, por determinação constitucional deveria ser, no momento, o segundo nome na linha de sucessão.

 

Nessa altura, a musa inspiradora de tantas fábulas fabulosas, estará olhando o infinito com olhos lassos. E há nos seus olhos ironia e cansaço, quase a dizer que não vai por ali. Pluct,Plact teme que ela se feche naquele mundo só visto pela fresta da janela, em que não há espaço para nada! Só cabe a lua. Que é dela...

 

Aí o ser, repleto de sabedoria universal, lança mão do “extraplus”, seu recurso derradeiro para trazê-la de volta. Conta que a presidente do STF, Ministra Carmem Lúcia, manteve sua louvável linha pop de citações literárias na histórica sessão. Mas, infelizmente, dessa vez errou a rima ao citar, (tirando de seu recém merecido repouso no mausoléu da Academia Brasileira de Letras), o poeta Ferreira Gullar! Isso ao proferir seu voto pela posição da maioria: a de deixar Renan na presidência do Senado...

 

É com esse estímulo que Pluct,Plact encerra a visita. Sai certo de que isolada, sim. Desconectada? Nunca estará quem recita poderosa a resposta do poeta à “afronta” literária.

 

Subversiva (de Ferreira Gullar)

A poesia
Quando chega
Não respeita nada.
Nem pai nem mãe.
Quando ela chega
De qualquer de seus abismos
Desconhece o Estado e a Sociedade Civil
Infringe o Código de Águas
Relincha
Como puta
Nova
Em frente ao Palácio da Alvorada.
E só depois
Reconsidera: beija
Nos olhos os que ganham mal
Embala no colo
Os que têm sede de felicidade
E de justiça.
E promete incendiar o país.

 

*VALÉRIA DEL CUETO é jornalista, fotógrafa e gestora de carnaval. Texto da série “Fábulas fabulosas” do Sem Fim...

 

 

Os artigos assinados são de responsabilidade dos autores e não refletem necessariamente a opinião do site de notícias www.hnt.com.br

 

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros