Artigos Sexta-feira, 20 de Maio de 2011, 23:45 - A | A

Sexta-feira, 20 de Maio de 2011, 23h:45 - A | A

No Século XXI

Quem poderia acreditar que vivendo neste século tão cheio de conquistas tecnológicas, fossemos ainda ver atitudes pautadas pelos preceitos vinculados no Código de Hamurabi?

IRIS DÉA

Quem poderia acreditar que vivendo neste século tão cheio de conquistas tecnológicas, fossemos ainda ver atitudes pautadas pelos preceitos vinculados no Código de Hamurabi?

Olho por Olho, Dente por Dente. Era a apologia da vingança, dura, cega surda aos pedidos de clemência. Pesar, conferir, avaliar delitos para depois julgar qual a pena devida, nada disso fazia parte do tal código de leis desumanas, sob a qual, o povo vivia, sem apelação.

Depois da antiguidade, outros e outros códigos, outras normas, até chegarmos ao hoje, onde os códigos penais exigem julgamento.

Os conceitos vão mudando, com isso regras vão-se modificando e se pautando pelas novas.

Cultura e sapiência jurídica são exigidas pela Toga, considerando ambos os quesitos, indispensáveis a julgamentos justos por tribunais isentos.

O que não se entende nos dias de hoje, é um acusado ficar sem o devido julgamento porque seria voltar ao tempo do “olho por olho, dente por dente”.

Seria então a vingança como ordem neste século?

Não, não se entende isso nos dias de hoje, mas, a visão se modifica, segundo o ângulo de quem quer ver diferente.

E as conseqüências?

(*) IRIS DÉA é cronista do quotidiano mato-grossense visto pelos olhos da alma e escreve para Hipernoticias.


Os artigos assinados são de responsabilidade dos autores e não refletem necessariamente a opinião do site de notícias www.hnt.com.br

 

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros