Segunda-Feira, 21 de Setembro de 2020, 11h:27

Tamanho do texto A - A+

Nilson Leitão lembra que impeachment de Dilma propiciou eleição de Jair Bolsonaro e reconstrução do Brasil

Por: DA REDAÇÃO

A reconstrução do Brasil se iniciou com o impeachment da ex-presidente Dilma Roussef (PT). A afirmação é do candidato a senador pela coligação “Mato Grosso por Inteiro”, Nilson Leitão, que foi um dos líderes da oposição ao PT Congresso Nacional como deputado federal.

Divulgação

WhatsApp Image 2020-09-21 at 11.21.11 (1).jpeg

 

“Ali começamos a mudar o Brasil, e isso foi fundamental para a eleição do presidente Bolsonaro”, avalia Nilson Leitão, que participou, na última sexta-feira (18), de um encontro com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em Mato Grosso. 

Ex-prefeito de Sinop por dois mandatos, Nilson Leitão disse que foi um privilégio poder recepcionar o presidente em sua terra natal, porque ele reconhece as transformações que Bolsonaro está fazendo no país. “Isso me deixa a sensação de que valeu a pena todo o empenho e sacrifícios que enfrentamos para ajudar a limpar o Brasil”. Leitão e Bolsonaro foram colegas na Câmara Federal por 8 anos. 

O candidato ao Senado foi um dos líderes do processo que culminou no impeachment da ex-presidente petista, Dilma Rousseff, inclusive discursou no “Comício da Paulista”, um dos marcos do movimento. Ele reconhece que este foi o ponto de partida para as mudanças rumo a um novo Brasil e um novo Mato Grosso.

“Quero ser senador para reduzir a máquina pública, fortalecer a ética na política e criar oportunidades para acabar com as desigualdades em Mato Grosso. Essa foi e continua sendo a minha luta”, frisa Leitão, candidato a senador pela coligação “Mato Grosso por Inteiro”, que reúne o PSDB, DEM, PL e PTC.

INPASA

Jair Bolsonaro uma visitou a Usina de Etanol de Milho da Inpasa, em Sinop. A empresa é hoje a maior produtora de Etanol de Milho do continente, sendo que planta de Sinop é a maior da América Latina. A Inpasa foi inaugurada em março deste ano após o investimento de R$ 850 milhões. 

Leitão, que em seus dois mandatos no Congresso Nacional se tornou referência do agronegócio, atua desde 2019 como consultor da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil, a CNA. Em 2017 presidiu a Frente Parlamentar da Agropecuária na Câmara dos Deputados e recebeu o prêmio de Personalidade Política do Agronegócio da CNA. (Com assessoria)

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei - 1