Domingo, 16 de Junho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,38
euro R$ 5,76
libra R$ 5,76

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,38
euro R$ 5,76
libra R$ 5,76

Política Sexta-feira, 14 de Dezembro de 2018, 17:23 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Sexta-feira, 14 de Dezembro de 2018, 17h:23 - A | A

FALTA DE DIÁLOGO

Mauro Mendes critica decisão de Taques e anuncia que apresentará Fethab 2

LEONARDO HEITOR

O governador eleito Mauro Mendes (DEM) criticou o atual ocupante do cargo, Pedro Taques (PSDB), que anunciou nesta sexta-feira (14) que não irá fundir ou reeditar o Fethab 2. O ex-prefeito de Cuiabá declarou que irá apresentar o projeto no dia 2 de janeiro e aproveitou para cutucar o atual chefe do Executivo estadual, ao afirmar que a resposta a ele foi dada nas urnas.

 

Alan Cosme/HiperNoticias

pedro taques e mauro mendes

 

Taques disse que não renovaria a tributação sob o argumento de que o tema não teria sido debatido com o setor produtivo e também pela falta de tempo hábil, já que não seria possível a tramitação rápida do projeto na Assembleia Legislativa (ALMT) até o final de seu mandato.

 

No entanto, Mauro Mendes pontuou que por conta de decisões como a tomadas pelo atual governador em relação ao Fethab 2 é que o Estado estaria endividado. Ele tambem ironizou, ao comentar que a resposta a Pedro Taques à medidas como esta foi dada nas urnas. O atual chefe do Executivo estadual tentou a reeleição, mas ficou com a terceira colocação, atrás do senador Wellington Fagundes (PR) e Mauro Mendes.

 

"Esta é mais uma das inúmeras decisões erradas e equivocadas deste Governo. É por atos como este e por não saber tomar as decisões corretas que o Estado está atolado em dívidas, com bilhões em restos a pagar. Mas a resposta ao atual gestor foi dada nas urnas. No dia 2 de janeiro, estarei protocolando este mesmo projeto na Assembleia Legislativa", disse.

 

Na última semana, durante evento de lançamento do Prodeic na Federação das Indústrias de Mato Grosso (Fiemt), ao ser questionado sobre o Fethab 2, o governador explicou que havia prometido, antes mesmo da campanha, que não renovaria a tributação. Por outro lado, em entrevistas recentes, Mendes destacou que os recursos, da ordem de R$ 450 milhões, são imprescindíveis para o equilíbrio das contas do Estado.

 

"Sabíamos que o Fethab 2 terminaria no dia 31 de dezembro e, antes mesmo da campanha, anunciamos que ele não seria renovado. Eu não tenho compromisso de renovar. O governador eleito discutiu isso inicialmente. Se entender por bem, pode discutir comigo se apresentamos ou não", sentenciou Taques, na ocasião.

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros