Política Quarta-feira, 30 de Setembro de 2020, 17:00 - A | A

Quarta-feira, 30 de Setembro de 2020, 17h:00 - A | A

ELEIÇÕES MUNICIPAIS

Irmão de Riva é candidato a prefeito em Juara e declara R$ 1,2 milhão à Justiça Eleitoral

THAYS AMORIM

O irmão do ex-deputado José Riva, Priminho Antônio Riva (PL), é candidato à prefeitura de Juara nesta eleição municipal e declarou um patrimônio de R$ 1,2 milhão. No dia 22 de setembro, o Ministério Público Eleitoral (MPE) propôs uma ação para impugnar o registro de candidatura de Priminho pela Lei de Ficha Limpa.

Reprodução

Priminho Riva

Na declaração de bens, Priminho possui um contrato com a empresa de mineração Graben em R$ 1 milhão, R$ uma terra de 210 mil, R$ 50 mil em espécie e R$ 1 mil da empresa Metais Juara. O empresário possui coligação com o PT, PDT, MDB e Republicanos.

O vice-prefeito na chapa de Priminho, o vereador Léo Boy (PL), declarou R$ 505,7 mil, incluindo uma casa de R$ 350 mil, um terreno de R$ 100 mil, um automóvel de R$ 55 mil e um depósito de R$ 741 reais.

LEIA MAIS: Emanuel chama Riva de "bandido" e diz que é vítima de acusações sem prova

Priminho já foi prefeito por dois mandatos (de 1997 a 2004), vereador e secretário de Obras do município. Contudo, o político pode ser julgado inelegível por irregularidades em contratos durante o seu mandato de prefeito em 2003. De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), gestores que tiveram suas contas relativas ao exercício de cargos ou funções públicas rejeitadas por irregularidade que configure improbidade administrativa são considerados inelegíveis. 

O candidato teve suas contas relativas a convênios municipais, para a aquisição de uma unidade móvel de saúde, julgadas irregulares pelo Tribunal de Contas da União, em decisão definitiva. Conforme com o MPE, irregularidades como ausência de realização de pesquisa de preços do procedimento licitatório e superfaturamento do objeto licitado, entre outros, são fatores que configuram em improbidade administrativa.

O MPE justifica ainda que as irregularidades mencionadas não foram um caso isolado, “mas integraram um grande esquema de fraude desarticulado através da operação realizada pelos Órgãos Federais competentes e que, inclusive, ganhou destaque nacional (Operação Sanguessuga)”.

Além de Priminho, a disputa pela prefeitura de Juara possui outros dois candidatos, Flávio Valerio (Solidariedade) e Carlos Sirena (DEM).

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros