Sexta-feira, 12 de Julho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,45
euro R$ 5,92
libra R$ 5,92

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,45
euro R$ 5,92
libra R$ 5,92

Política Quinta-feira, 22 de Dezembro de 2022, 09:02 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Quinta-feira, 22 de Dezembro de 2022, 09h:02 - A | A

DESPESAS DE RESSARCIMENTO

Governo sanciona VI para cargos de 1º e 2º escalões em MT

Sanção foi publicada na imprensa oficial após três dias de aprovação na Assembleia Legislativa

RAFAEL COSTA
Da Redação

O governador Mauro Mendes (União Brasil) sancionou o projeto de lei aprovado pela Assembleia Legislativa que aumenta a verba indenizatória de secretários, adjuntos, diretores e presidentes de autarquias que integram a estrutura administrativa do Estado.

A sanção foi publicada nesta quinta-feira (22), no Diário Oficial do Estado (DOE), três dias após a lei ser aprovada pela Assembleia Legislativa. Na sessão extraordinária do dia 19, nenhum parlamentar votou contrário.

No projeto que foi encaminhado à Assembleia Legislativa, a estimativa de gastos com verba indenizatória é de R$ 17,421 milhões. Em quatro anos, a estimativa de gastos com verba indenizatória será de R$ 55,817 milhões.

Para os integrantes do primeiro escalão, que são secretários, presidentes de fundações e autarquias, procurador-geral do Estado, comandante-geral da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros, delegado-geral da Polícia Civil, diretor da Politec (Perícia Técnica Oficial do Estado) e reitor da Unemat (Universidade do Estado de Mato Grosso), o benefício ficou fixado em 80% do valor atribuído ao cargo em comissão correspondente à simbologia DGA-2, que atualmente é de R$ 12.891,56 mensais.

Com a nova lei, todos receberão R$ 10.313,25 mensais de verba indenizatória. O valor é referente ao ressarcimento de despesas relacionadas às atividades da função pública. Anteriormente, o valor correspondia a R$ 9.375.

Para cargos de segundo escalão, que são secretários adjuntos, corregedores, subprocuradores, assessor de gabinete e outros, a verba indenizatória será de 60% do valor pago também a título de DGA-2. O valor será de R$ 7.734,94 mensal. Atualmente, a verba indenizatória do segundo escalão estava em R$ 5.625.

Reprodução

Estimativa VI Executivo

 

 

 

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

O CRITICO 22/12/2022

E O AUMENTO DOS SERVIDORES QUANDO SERÁ, SÓ PARA ELES? MAURO MENTE TA DE BRINCADEIRA.

positivo
0
negativo
0

Ju Vieira 22/12/2022

Enquanto isso os professores aposentados do Estado são penalizados com o desconto da previdência .Confio na justiça divina!!!!

positivo
0
negativo
0

2 comentários

1 de 1

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros