Segunda-Feira, 21 de Setembro de 2020, 10h:55

Tamanho do texto A - A+

Governo de MT acredita que Pantanal se recupere em dois meses

Por: WELLYNGTON SOUZA

Apesar de ter sido classificada por muitos como uma tragédia sem precedentes, o governador Mauro Mendes (DEM) garantiu, nesta segunda-feira (21), que em dois meses o Pantanal se recuperará dos incêndios. A região sofre desde de junho com as queimadas. A declação foi feita durante entrevista à Rádio Gaúcha, do Rio Grande do Sul. 

Christiano Antonucci

MENDES.jpg

 

LEIA MAIS: Prejuízos para o Pantanal ainda são incalculáveis e animais podem sofrer por anos, alerta bióloga                          

"Se você for daqui dois meses [no Pantanal] você vai ver uma paisagem verde novamente. A natureza se recupera muito rapidamente. Claro que animais perdidos não tem preço, não se recupera, há uma desorganização dessa cadeia em alguns desses locais, mas sabemos que a natureza tem uma grande capacidade de se recuperar, principalmente o aspecto visual", garantiu.

Mendes classificou que os incêndios no Pantanal só tiveram essa proporção neste ano devido a uma série de fatores e que em 2019 a região não teve altos índices de queimadas.

LEIA MAIS: Reserva Sesc Pantanal perde área equivalente a 100 mil campos de futebol

"No ano passado tivemos um grande incêndio na região amazônica e esse ano está muito mais controlado, tanto que grande a notícia foi o Pantanal, porque no ano passado, região praticamente não queimou nada", garantiu.

"É lamentável o que acontece no Pantanal. O último incêndio foi há 14 anos e de lá para cá as coisas tiveram com muita normalidade. Houve um acúmulo muito grande de material orgânico e estávamos há quase 120 dias sem chuva, umidade com uma abaixo de 10%, calor de 40 graus e isso cria condições favoráveis a que incêndios".  

LEIA MAIS: Após mais de 100 dias de estiagem, Cuiabá amanhece com chuva e temperatura de 25 C°

Situação sob controle

O governo aponta que a situação no Pantanal já caminha para um certo controle. “Reforçamos nossas equipes de atuação, contratamos mais aeronaves, compramos mais retardantes. Com período inicial das chuvas em algumas regiões, minimizou muitos focos e com isso temos uma situação sob controle. Porém, não podemos parar ainda com nossa atuação”, disse. 

Incêndios criminosos  

Mendes afirmou que já foram aplicadas mais de R$ 190 milhões em multas por uso irregular do fogo somente neste ano. “Aqueles que estão apostando na ineficiência do governo, terão uma triste surpresa. Eu não gostaria de multar ninguém, mas também não gostaria de ver o Pantanal queimando por incêndios criminosos.

“Essa multa vai para a dívida ativa do Estado. Se não pagar, colocamos esse cidadão no cadastro de inadimplentes, no Serasa, no SPC, e isso vai trazer graves consequências para a vida econômica dessas pessoas”, garantiu.

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei