Terça-Feira, 24 de Março de 2020, 17h:14

Tamanho do texto A - A+

Em meio à pandemia, ALMT libera férias e licença a servidores

Por: JOELMA PONTES

Em meio à pandemia de coronavírus, a Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), decidiu liberar férias vencidas e licença prêmio aos servidores, que por enquanto trabalham no sistema ‘home office’, ou seja, em casa, à exceção de áreas consideradas essenciais como secretaria de Gestão de Pessoas e Financeiro, já que as pastas cuidam do quadro de pessoal e ordens de pagamentos.

Alan Cosme/HiperNoticias

max russi e eduardo botelho

Deputados Max Russi e Eduardo Botelho

Para regulamentar as férias, a Casa prepara uma nova Resolução Normativa que deve ser publicada nas próximas horas. A informação foi dada pelo primeiro-secretário do Legislativo, deputado Max Russi (PSB), no final da tarde dessa terça-feira (24).

Hoje pela manhã, o primeiro-secretário confirmou ao HNT/ HíperNotícias que cortes relativos aos gastos do Parlamento Estadual serão feitos  a partir de agora e que essa economia será devolvida ao governo do Estado para auxílio no enfrentamento da Covid-19, o coronavírus.

Na lista, consta a redução da Verba Indenizatória paga mensalmente aos deputados, chefes de gabinetes, além de outros servidores que recebem o benefício, além de combustível, passagens aéreas, diárias e até gastos previstos com a realização de eventos. Entretanto, Max disse que as demissões de comissionados não são cogitadas.

A economia na Casa de Leis, surgiu após reunião dos deputados com o governador Mauro Mendes (DEM) nesta segunda-feira (23). Após esse encontro, os parlamentares reuniram-se novamente, por quase quatro horas, para definir além dos cortes no Legislativo, a criação da Comissão de Acompanhamento Social que será comandada pelo deputado Carlos Avalone (PSDB).

O grupo trabalhará em parceria com a Fiemt, Fecomércio e outros setores que ainda serão definidos pela comissão, com intuito de levantar os impactos econômicos provocados pela pandemia do coronavírus no mundo e que já afetou Mato Grosso. Segundo a Secretaria de Estado de Saúde (SES), Mato Grosso já contabiliza 6 infectados pelo vírus e mais 210 pacientes seguem monitorados, suspeitos de contraírem o vírus.

“São várias as alternativas que os nossos colegas deputados irão estudar e propor. A comissão já está trabalhando e tem até essa sexta-feira (27) para apresentar (à Mesa Diretora) sugestões que serão encaminhadas ao governo do estado”, disse o presidente da ALMT, deputado estadual Eduardo Botelho (DEM).

Segundo o presidente, o grupo fará também, um levantamento sobre o número de desempregados em Mato Grosso, nesse período de pandemia do coronavírus e apresentar sugestões que auxiliem famílias em situação de vulnerabilidade financeira.  Botelho citou um auxílio financeiro, através de ‘bolsas’ e doação de sacolões.

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei







Mais Comentadas