Quinta-feira, 18 de Julho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,48
euro R$ 6,00
libra R$ 6,00

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,48
euro R$ 6,00
libra R$ 6,00

Política Terça-feira, 19 de Março de 2024, 18:00 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Terça-feira, 19 de Março de 2024, 18h:00 - A | A

ALEGA INTIMIDAÇÃO

Edna Sampaio diz que tomará medidas judiciais contra Chico 2000

Vereadora acusa presidente da Câmara de Cuiabá de praticar violência de gênero contra ela; ele registrou boletim de ocorrência acusando parlamentar de fake news

DA REDAÇÃO

A vereadora Edna Sampaio (PT) afirmou, no final da tarde desta terça-feira (19), que está tomando medidas judiciais contra o presidente da Câmara Municipal, vereador Chico 2000 (PL), a fim de denunciá-lo por violência política de gênero, abuso de autoridade e perseguição, após as agressões feitas por ele durante a sessão ordinária do dia.

LEIA MAIS: Chico 2000 registra boletim de ocorrência contra Edna Sampaio; vereadora rebate em "live"

A vereadora alegou que as agressões e violências aconteceram após denunciar a manobra que ele pretendia para atrapalhar o funcionamento da comissão processante aprovada na semana passada, que pode resultar na cassação do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB).

“Já solicitei ao meu advogado que tome providências em relação a isso. Não é possível que eu tenha que exercer um mandato sob ataque permanente do presidente desta Casa, que em todos os momentos tem ações para me desmoralizar, para me desqualificar. […]. Se isso não for violência política de gênero, não sei o que é”, afirmou, em suas redes sociais.

Segundo Edna, a manobra do presidente consistia na tentativa de colocar em votação, de forma absolutamente ilegal, um requerimento que pretendia excluir a vereadora da comissão.

"Para isso, ele tentou posar de vítima ao reclamar de um vídeo compartilhado pela vereadora em suas redes sociais no qual ela o denunciava como o articulador do processo ilegal de cassação sofrido por seu mandato, e onde reproduzia um trecho da fala do parlamentar em que a acusava de falsidade. Ele acusou-a de manipular sua fala e de disseminar informações falsas. Logo após, a impediu de usar a palavra para se defender", traz material divulgado pela parlamentar.

A vereadora reclamou que, num ataque de fúria, aos gritos, o presidente acusou a vereadora de ser maldosa, covarde e mentirosa. “Veja a extensão da maldade, a extensão da prática covarde, eu gostaria de saber onde, quando e de que forma eu patrocinei a cassação da vereadora Edna”, disse o presidente da Casa. “A vereadora fica, de forma insistente, repetindo essa inverdade”, afirmou, em outro momento de sua fala.

Sampaio apontou que, por reiteradas vezes, foi silenciada pelo vereador em plenário, após ouvir do vereador impropérios e palavras pejorativas para se referir à sua pessoa. A parlamentar apontou que, somente nesta terça-feira, Chico 2000 ocupou mais de 20 minutos da sessão para atacá-la, sem dar-lhe tempo de fala para se defender.

Na avaliação dela, os ataques proferidos na sessão são tentativas de intimidá-la e ameaçá-la. “Fui sorteada. Não pedi, mas o destino quis. Tenho plena responsabilidade com o cargo para o qual eu fui eleita. Obviamente, não poderia declinar de mais uma tarefa importante que me foi designada”, afirmou.

 

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros