Política Quinta-feira, 03 de Dezembro de 2020, 14:10 - A | A

Quinta-feira, 03 de Dezembro de 2020, 14h:10 - A | A

PEDIDO DA BASE

Após pedir agenda com Mendes, Emanuel não comparece à reunião

THAYS AMORIM
REDAÇÃO

O prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (MDB) decidiu não participar de uma reunião com o governador Mauro Mendes (DEM), nesta quinta-feira (3). Emanuel, que chegou a pedir trégua ao governador, rejeitou o convite para participar do evento que contou com a presença de 23 prefeitos eleitos e reeleitos pelo MDB em Mato Grosso. 

Marcus Mesquita

Emanuel Pinheiro vitoria

 

Segundo o ex-secretário e coordenador da campanha de Emanuel, Vanderlúcio Rodrigues, o prefeito não atendeu à reunião após um pedido da sua base de apoio. 

“A nossa base que apoiou ele pediu para que ele não participasse. É importante que haja esse elo entre o prefeito e o governador, mas ele [Pinheiro] vai fazer isso com aqueles que o apoiaram. Essa reunião foi coordenada por quem não apoiou ele”, explicou.

Ao ser eleito no último domingo (29), Emanuel relembrou a trajetória que teve junto ao governador, quando coordenou a campanha de Mendes à prefeitura de Cuiabá. Na ocasião, o prefeito reeleito chegou a dizer que "ninguém seguraria Cuiabá", caso ele e o governador conseguissem selar a paz. 

LEIA MAIS: Emanuel pede trégua a Mendes: "Ninguém segura Cuiabá com nós dois juntos"

“Governador Mauro Mendes, já fui seu coordenador e nós sempre tivemos bom relacionamento de amizade e respeito, então para com isso, baixa essa bandeira, baixa essa guarda, esse rancor e levanta a bandeira branca da paz. Ninguém segura Cuiabá com nós dois juntos. Olha o recado da população cuiabana que foi para nós dois”, disse em coletiva à imprensa.

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros