Polícia Sábado, 02 de Julho de 2022, 08:52 - A | A

Sábado, 02 de Julho de 2022, 08h:52 - A | A

CASO PACCOLA

Sindicato dos Profissionais do Sistema Socioeducativo se manifesta sobre morte de agente

Presidente da entidade diz que agente morto era uma pessoa tranquila e um dos melhores plantonistas

ALEXANDRA LOPES
Da Redação

Rafael Medeiros

image

O presidente do Sindicato dos Profissionais do Sistema Socioeducativo, Paulo Cesar de Souza, informou ao HNT que a entidade aguarda o resultado das investigações da Delegacia de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP) relativas à morte do agente socioeducativo Alexandre Miyagawa de Barros, de 41 anos, para se pronunciar efetivamente sobre o caso.

Alexandre foi morto na noite desta sexta-feira (1°), após ser alvejado pelo vereador por Cuiabá, Tenente Coronel Paccola (Republicanos), por volta das 19h, atrás do Restaurante Choppão.

Segundo versão de Paccola, o disparo ocorreu após ele presenciar Alexandre ameaçando sua esposa com uma arma. Conforme o apurado, Paccola deu voz de prisão, se identificando como policial e ordenou para que Alexandre soltasse a arma. No entanto, segundo boletim de ocorrência a vítima teria esboçado uma reação contra o parlamentar e foi alvejada no local.

“Vamos aguardar as investigações de todo o caso. Porque a gente não tem como argumentar tudo por agora. Tem algumas imagens. O jurídico nos orientou a aguardar a finalização da investigação da DHPP que estava fazendo todo o levantamento para gente poder auxiliar a família e o que for preciso, em relação a justiça. Nosso jurídico já está mobilizado para o que for preciso para darmos suporte para família. É o que a gente pode fazer. Infelizmente, ele não vai  voltar a vida”, declarou Paulo na manhã deste sábado.

De acordo com Paulo, Alexandre, conhecido pelo apelido de Japão, era um dos melhores plantonista. “Era sempre o substituto do líder do plantão. Cara gente boa. Os adolescentes gostavam dele. Muito tranquilo e profissional”, finalizou Paulo.

Paccola se apresentou espontaneamente na DHPP. Ao final dos depoimentos às autoridades policiais deliberaram por instaurar inquérito policial e aprofundar as investigações.

NOTA DE PESAR

O Sindicato dos Servidores Públicos do Sistema Socioeducativo do Estado de Mato Grosso emitiu nota de pesar, destacando que Alexandre nunca respondeu qualquer processo administrativo ou judicial.

 Alexandre Miyagawa, carinhosamente conhecido entre os amigos por “Japão”, veio a óbito. O sindicato informa que esta prestando todo o auxílio aos familiares do servidor falecido. O sindicato informa ainda que o servidor Alexandre Miyagawa era um exemplo de Pai, cidadão e servidor. Sempre prestou o seu serviço junto ao sistema socioeducativo com lisura, transparência, respeito e dedicação. Durante todo o período em que laborou junto ao sistema socioeducativo sempre se destacou no desempenho de sua função. Nunca respondeu a qualquer processo administrativo ou judicial. O servidor deixa saudades. O sindicato informar, em que pese todas as informações veiculadas a respeito do fato que levou a óbito o servidor, que acredita na seriedade da polícia civil do Estado de Mato Grosso, bem como na justiça e que os fatos que envolvem o crime serão devidamente esclarecidos, levando a responsabilização do envolvido. Por fim o sindicato se solidariza a família enlutada, pedindo força a Deus para confortar o coração dos familiares e amigos do servidor Alexandre Miyagawa, carinhosamente conhecido entre os amigos por “Japão”.

 

 

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros