Quinta-Feira, 27 de Fevereiro de 2020, 09h:05

Tamanho do texto A - A+

Investigadora mato-grossense é aprovada na Escola Superior de Guerra

Por: REDAÇÃO

Mato Grosso terá sua primeira representante investigadora da Polícia Judiciária Civil (PJC) no curso superior de Inteligência Estratégica oferecido pela Escola Superior de Guerra (ESG), o Instituto de Altos Estudos de Política, Defesa e Estratégia integrante do Ministério da Defesa do Brasil. Trata-se da policial Patrícia Martins Maggio Maximino do Ó.
Patrícia está na PJC-MT há 18 anos. É especialista em Inteligência de Segurança Pública pela Universidade Federal de Mato Grosso e há 12 anos exerce atividades de inteligência.

Reprodução

Investigadora Patricia

“Ingressei na PJC-MT em 2001 atuando na região fronteiriça de Cáceres-MT. Em 2006, passei a trabalhar no Núcleo de Inteligência do antigo Centro Integrado de Segurança Pública, no Coxipó (Cuiabá). Atuei na Diretoria de Inteligência por um longo período e  atualmente exerço funções  na Unidade de Inteligência da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO). Sinto-me muito honrada em representar toda a classe de investigadores e a Polícia Judiciária Civil como aluna da Escola Superior de Guerra”, disse.
A ESG foi criada em 1949 para desenvolver e consolidar os conhecimentos para o exercício das funções de direção e assessoramento superior para o planejamento da Defesa Nacional. A instituição funciona como centro de estudos e pesquisas que tem como objetivo planejar, coordenar e desenvolver os cursos que forem instituídos pelo Ministro da Defesa. A Escola não desempenha função de formulação ou execução da política do país. Seus trabalhos são de natureza exclusivamente acadêmica, sendo um foro democrático e aberto ao livre debate.
“A primeira oportunidade de ingresso ao Curso Superior de Inteligência Estratégica veio em 2013 quando ainda atuava na Diretoria de Inteligência da PJC-MT, mas, infelizmente, não fui aprovada no processo de seleção. Contudo, não desisti e continuei estudando e trabalhando muito até que este ano fui aprovada. Foi um longo período de estudo e dedicação à atividade de inteligência na Polícia Civil para chegar até aqui”, contou a policial.
“Entendo que esta é uma oportunidade singular na minha carreira, já que será a primeira vez que uma investigadora da Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso integrará o Curso Superior de Inteligência Estratégica da ESG. Estamos falando de um curso que para nós militantes da atividade de inteligência é de extrema importância, haja vista que foi esta instituição que preparou diversos líderes civis e militares deste país. Sinto-me honrada com a oportunidade e certa de que continuarei a fazer o melhor em termos de segurança pública em prol da sociedade mato-grossense e da instituição”, concluiu.
Patrícia embarca na próxima semana para o Rio de Janeiro onde dará  início aos estudos na Escola Superior de Guerra.

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei

Leia mais sobre este assunto