Terça-feira, 16 de Julho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,45
euro R$ 5,94
libra R$ 5,94

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,45
euro R$ 5,94
libra R$ 5,94

Polícia Quinta-feira, 29 de Setembro de 2022, 10:12 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Quinta-feira, 29 de Setembro de 2022, 10h:12 - A | A

OPERAÇÃO ELEIÇÕES 2022

Forças de segurança atuarão para combater crimes de corrupção durante eleições

De acordo com o secretário de Segurança Pública, Alexandre Bustamante, a operação este ano é maior devido à necessidade deste processo eleitoral

AMANDA DIVINA
Da Redação

O comandante-geral da Polícia Militar, coronel Alexandre Mendes, afirmou, durante o lançamento da "Operação Eleições 2022", que as forças de segurança atuarão para coibir os principais crimes que acontecem no período das eleições, como a corrupção por meio da compra de votos. Mais de 6.7000 agentes de segurança estarão nas ruas a partir desta quinta-feira (29) em todo o Estado.

Amanda Divina

Coronel Alexandre Mendes

 

"A corrupção ocorre em todo o período e é para isso que as forças de segurança estão capacitadas, para fazer todo tipo de investigação e coibir esses atos. Mas teremos a operação no dia das eleições como nos dias que antecedem", afirmou o comandante-geral.

Amanda Divina

Coronel Alexandre Borges

 

Já o comandante-geral do Corpo de Bombeiros, o coronel BM Alessandro Borges Ferreira, afirmou que os bombeiros também irão atuar nos locais de votação em Mato Grosso.

"Nós estaremos no Estado todo com cerca de 300 bombeiros militares que serão mobilizados nos pontos de votação com as demais forças e, assim, se houver qualquer infortúnio, nós estaremos prontos para atender", pontuou.

De acordo com o secretário de Segurança Pública, Alexandre Bustamante, a operação este ano é maior devido à necessidade deste processo eleitoral.

Clique aqui  e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros