Nó De Cachorro Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2011, 15:48 - A | A

Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2011, 15h:48 - A | A

Mais mico

Algumas empresas que não resistiram à tentação do lucro fácil e compraram cartas de crédito por menos da metade do preço para pagar suas dívidas com o Fisco Estadual - inclusive com anistia de multas e juros - estão desesperadas com o decreto do governador Silval Barbosa cancelando as compensações dos papéis. Com isso, o que era um "Negócio da China" está se transformando num "Presente de Grego", sem falar no risco de terem de comparecer à polícia para explicar como adquiriram as certidões com suspeita de falsificação. Uma rede de supermercados que já não estaria com sua saúde financeira nos melhores dias, segundo uma fonte, teria adquirido cerca de R$ 200 milhões em cartas de crédito, pagando apenas 35% do valor de face, ou seja, R$ 70 milhões. Agora, sem poder trocar os papéis micados - como se diz no mercado financeiro sobre títulos podres - tenta reaver o dinheiro ou validar os papéis. Tá mais fácil a Chita falar e o Tarzan perder a luta pro jacaré.

Clique aqui  e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros