Domingo, 16 de Junho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,38
euro R$ 5,76
libra R$ 5,76

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,38
euro R$ 5,76
libra R$ 5,76

Mundo Sábado, 18 de Maio de 2024, 18:00 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Sábado, 18 de Maio de 2024, 18h:00 - A | A

Primeiro-ministro da Eslováquia tem melhora clínica após atentado

CONTEÚDO ESTADÃO
da Redação

O primeiro-ministro da Eslováquia, Robert Fico, teve uma melhora em seu estado de saúde neste sábado, 18, segundo o vice-primeiro-ministro do país, Robert Kalinak. Fico passou por uma segunda cirurgia para estancar os ferimentos do atentado sofrido na quarta-feira, 15.

"Vários milagres aconteceram", disse o vice-primeiro-ministro, Robert Kalinak, aos repórteres. Ele acrescentou que Fico está consciente, apesar das limitações. O primeiro-ministro está internado em um hospital na cidade de Banska Bystrica. Apesar de uma melhora no quadro de Fico, ele ainda não poderá ser transferido para Bratislava, capital da Eslováquia e maior cidade do país.

O primeiro-ministro, de 59 anos, foi submetido a uma operação de cinco horas na quarta-feira e a uma operação de duas horas na sexta-feira, 17, no hospital da cidade de Banska Bystrica, no centro do país.

O homem acusado de tentar assassinar o primeiro-ministro eslovaco, Robert Fico, passou por sua primeira audiência judicial neste sábado, 18, no tribunal em Pezinok, cidade próxima à capital, Bratislava.

O homem de 71 anos foi identificado pela imprensa local como Juraj Cintula. Autoridades locais disseram que o suspeito não pertencia a nenhum grupo político, embora o ataque tenha esta motivação.

Após a audiência, o juiz ordenou que o suspeito permanecesse sob custódia até que as autoridades possam indicia-lo e julgá-lo. "O motivo da detenção é o medo de uma possível fuga, bem como a continuação da atividade criminosa", disse Katarina Kudjakova, porta-voz do tribunal.

Atentado

O atentado ocorreu na Praça Banikov, no centro da cidade de Handlova, onde o primeiro-ministro realizou uma reunião de governo. O agressor é visto nos vídeos parado com outras pessoas atrás de uma barreira de metal antes de dar um passo à frente e atirar em Fico.

Fico caiu para trás em um banco após ser atingido, e os agentes de segurança o empurraram para dentro de um carro preto. O primeiro-ministro foi transportado de avião para um hospital em Banska Bystrica, uma cidade perto de Handlova.

Na Eslováquia, a tentativa de assassinato aumentou a polarização em um cenário político já dividido, com os aliados de Fico acusando os oponentes de terem "sangue nas mãos". Lubos Blaha, representante do partido de Fico, Smer, disse que os opositores e o que ele chamou de "a mídia liberal" "construíram uma forca" para o primeiro-ministro.

No exterior, o atentado rendeu condenações de líderes mundiais, incluindo o presidente da Rússia, Vladimir Putin. Putin elogiou Fico, que expressou opiniões pró-Rússia, e disse que "este crime monstruoso não tem justificativa". Viktor Orbán, primeiro-ministro da Hungria e aliado de Fico, disse que estava "profundamente chocado com o ataque hediondo contra o meu amigo".

As condenações também vieram dos Estados Unidos e da União Europeia. O presidente americano Joe Biden chamou o atentado de "ato horrível de violência", e Ursula von der Leyen, a presidente da Comissão Europeia, chamou o ataque de "vil" nas redes sociais.

(Com Agência Estado)

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros