Sexta-feira, 12 de Julho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,45
euro R$ 5,92
libra R$ 5,92

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,45
euro R$ 5,92
libra R$ 5,92

Justiça Quarta-feira, 14 de Setembro de 2022, 10:53 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Quarta-feira, 14 de Setembro de 2022, 10h:53 - A | A

INCONSTITUCIONAL

TJ permite que prefeitura de MT corte água e luz às sextas, nos fins de semana e feriados

Vereadores não tem competência para legislar a respeito do tema, diz desembargadora

RAFAEL COSTA
Da Redação

O Tribunal de Justiça declarou inconstitucional uma lei aprovada pela Câmara Municipal de Campos de Júlio (692 km de Cuiabá) que proibia o corte de água e luz na sexta-feira, nos finais de semana e feriados. A decisão unânime do Órgão Especial foi publicada nesta terça-feira (13), no Diário da Justiça.

A Procuradoria Geral do Município ingressou com ação direta de inconstitucionalidade (Adin) alegando que a lei aprovada pelo vereadores continha vício de iniciativa, uma vez que deveria ser encaminhada apenas pelo Poder Executivo, o que violava o princípio da separação dos poderes.

A relatora da ação, desembargadora Maria Erotides Kneip, destacou em voto que a competência para implementação de políticas relacionadas à prestação do serviço de fornecimento de água é de natureza evidentemente administrativa, pertence ao Poder Executivo, “já que é atividade própria da Administração Pública, amparada por critério de conveniência e oportunidade do prefeito”.

A magistrada ainda citou expressamente que não é de competência legal dos vereadores legislar a respeito do fornecimento de energia elétrica e fornecimento de água, por mais nobres que sejam as iniciativas.

“Diante desse quadro, em consonância com o parecer da Procuradoria Geral de Justiça, julgo procedente a pretensão deduzida na presente ação para declarar a inconstitucionalidade da Lei Municipal nº 1.060/2019, do Município de Campos de Júlio", diz um dos trechos do voto acompanhado pelos demais magistrados. 

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros