Sábado, 18 de Maio de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,11
euro R$ 5,55
libra R$ 5,55

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,11
euro R$ 5,55
libra R$ 5,55

Justiça Terça-feira, 13 de Setembro de 2016, 09:26 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Terça-feira, 13 de Setembro de 2016, 09h:26 - A | A

CAMPANHA TRANQUILA

“Eleitor, este é o seu momento de mudar a história do seu município", orienta chefe do MPE

JESSICA BACHEGA

“É perceptível que está campanha está mais tranquila”. A declaração é do procurador-geral de Justiça, Paulo Prado. Ele atribui a calmaria à reforma eleitoral aplicada e também às operações de combate a corrupção registrada no país nos últimos meses. 

 

Alan Cosme/HiperNoticias

paulo prado

 Procurador geral da Justiça, Paulo Prado

“O encurtamento do período eleitoral, as diversas operações do Gaeco pelo país, o impeachment, o possível afastamento do Eduardo Cunha. Todos esses acontecimentos e a sociedade civil se organizando e indo para a rua. Todos estes movimentos sociais, a rede social nos faz perceber um amadurecimento político do povo brasileiro. Um povo que não aguenta mais ver esta nação sangrando, sendo alvos de pessoas que estão preocupadas com tudo, menos com o dia a dia das pessoas que vivem neste país”, pontuou o procurador.

 

Entre as principais mudanças percebidas na campanha deste ano dizem respeito ao tempo de campanha, que diminuiu de 90 para 45 dias e também ao valor de doações para os candidatos. Agora somente pessoas físicas podem fazer doações e até o limite de 10% sobre o imposto de renda declarado no ano anterior.

 

Em entrevista coletiva realizada na tarde desta segunda-feira (12), os promotores eleitorais explicaram sobre a atuação do Ministério Público Estadual (MPE) na apuração de crimes eleitorais e solicitaram o envolvimento da comunidade no apoio ao combate a esses crimes. 

 

“Eleitor este é o seu momento de mudar a história do seu município. De colocar na cadeira de prefeito e de vereador pessoas que realmente estejam preocupados com o interesse público. O seu voto é um mecanismo de mudança e transformação”, ponderou Paulo Prado.

 

Conforme o MPE,  tramitam investigações quanto a denúncias de doações irregulares para as campanhas no Estado. A lista dos candidatos que receberam essas doações deverá ser divulgada nos próximos dias.

 

Durante o evento, o promotor Vinicius Ghayva, responsável pela promotoria que fiscaliza e apura as denúncias de caixa dois de campanha,  incentivou os eleitores a estarem atentos aos indícios de irregularidades nas campanhas de candidatos.

 

“Campanhas com diferenças que saltam aos olhos em relação aos demais candidatos ou que oferecem alguma coisa em troca de votos devem ser denunciados. Pois dinheiro pode ser oriundo de caixa dois”, relata o promotor.

 

De acordo com Ghayva, candidatos que forem enquadrados no crime de caixa dois terão sua candidatura indeferida, sua diplomação impedida e até mesmo, se ele estiver sido eleito, sua posse impugnada.

 

“Caso se comprove que ele comprou um voto sequer será punido, sendo eleito, sua posse será impugnada”, disse o promotor.

 

Conforme o promotor, a campanha ainda está no início e mais próximo da votação o volume de denúncias deve aumentar. Pessoas que são adepta da prática do caixa dois “vão deixar rastro”.

 

Denúncias

 

O cidadão pode denunciar irregularidades de campanha pelo aplicativo Pardal, pelo telefone das promotorias (65) 3611 0600 ou pelo número 157.

 

 

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros