Justiça Quinta-feira, 08 de Setembro de 2011, 07:35 - A | A

Quinta-feira, 08 de Setembro de 2011, 07h:35 - A | A

RESTRUTURAR

Campanha é lançada nos Juizados Especiais

A reestruturação dos Juizados Especiais é uma das prioridades da atual administração do Poder Judiciário e, ainda, uma das metas do Conselho Nacional de Justiça

DA REDAÇÃO

A Corregedoria-Geral da Justiça de Mato Grosso (CGJ-MT) e o Conselho de Supervisão dos Juizados Especiais lançaram uma campanha de conscientização sobre a importância do envolvimento de todos os servidores e magistrados na reestruturação dos Juizados Especiais. O Departamento de Apoio aos Juizados Especiais (Daje) receberá por e-mail ou telefone sugestões, necessidades e iniciativas de boas práticas realizadas nas respectivas Comarcas.

Os servidores e magistrados poderão cooperar comunicando as demandas de cada Comarca e as boas práticas executadas para que possam ser implantadas em outras unidades judiciais. Também poderão mensurar as dificuldades existentes nas secretarias ou gabinetes e requerer a realização de mutirão, seja de audiências ou de sentenças.

A reestruturação dos Juizados Especiais é uma das prioridades da atual administração do Poder Judiciário e, ainda, uma das metas do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). “Conclamo todos a cooperar com esse desafio que só será conquistado com esforços de magistrados e servidores, figuras essenciais ao bom funcionamento da engrenagem jurisdicional”, afirma o corregedor-geral, desembargador Márcio Vidal.

Desde o início da atual gestão, em março de 2011, a Corregedoria e o Conselho de Supervisão já realizaram quatro mutirões nos Juizados Especiais que totalizaram 2.377 audiências e 2.575 sentenças. Atualmente está em andamento o mutirão de sentença no Sexto Juizado Especial de Cuiabá.

Campanha - Com o slogan “Reestruturar os Juizados Especiais é a nossa meta – Apoiar essa causa é também sua missão”, cartazes estão sendo distribuídos para serem afixados nos Juizados Especiais em todo o Estado.
(Com Informações da Assessoria)

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros