Terça-feira, 28 de Maio de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,17
euro R$ 5,62
libra R$ 5,62

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,17
euro R$ 5,62
libra R$ 5,62

Economia Terça-feira, 14 de Junho de 2016, 15:29 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Terça-feira, 14 de Junho de 2016, 15h:29 - A | A

STF, BREXIT e reunião de 2 dias do Fed dão as notas aos mercados

REDAÇÃO

Cenário Político-Econômico:

O presidente do STF, Ricardo Lewandowski, acatou o pedido da defesa para realização de perícia em 4 decretos orçamentários e os repasses do Plano Safra que ocorreram em 2015. A perícia deverá ser realizada em 10 dias. Lewandowski rejeitou 2 recursos, sendo um deles contestando ele próprio sobre o mérito em decidir questões sobre o processo de impeachment e o outro recurso rejeitado foi sobre o prazo dado a defesa para substituição de testemunhas.

 

O Procurador Geral da República, Rodrigo Janot, demandou a Polícia Federal que inicie investigações para apurar o vazamento a respeito do seu pedido de prisão, encaminhado ao STF, de Renan Calheiros, Romero Jucá, José Sarney e Eduardo Cunha.

 

Ontem o ministro do STF, Teori Zavascki, encaminhou para o juiz Sérgio Moro o processo de Lula a respeito do sítio em Atibaia e o apartamento no Guarujá. As gravações entre Lula e Dilma foram declaradas nulas por Teori e não poderão compor nenhum processo.

 

A proposta da equipe econômica para o plano de contenção da evolução dos gastos públicos poderá ter validade de 20 anos. Mas a preocupação é que muitos gastos são engessados e podem demandar ações judiciais. O Presidente Michel Temer analisará hoje a proposta e deverá encaminhar ao Congresso, objetivando que seja implanta da já no próximo ano (2017) caso aprovada.

 

Mercados:

O Ibovespa operava sem curso definido logo após a abertura, variando entre pequena baixa e alta de +0,47%, parecendo ficar próximo a estabilidade, mas cai agora nesse início do período vespertino e já registra baixa de quase -2,0%. O cenário externo com reunião de 2 dias do Fed e o BREXIT são as principais causas do pessimismo nos mercados. Um dado positivo para o Brasil foi a alta de +0,52% nas vendas do setor varejista no mês de abril sobre março. Apesar da alta ser pequena já traz um alento aos varejistas, principalmente os setores de supermercados, alimentos, bebidas e fumo que subiram na média +1,0%. Os números da comparação de abril deste ano com abril do ano passado das vendas do varejo ainda são temerosos e registram o 13º mês de queda seguida com resultado negativo de -6,7%.

 

Amanhã teremos a definição dos juros pelo Federal Reserve e pelo Banco Central japonês e isso será um peso a menos sobre os investidores, ficando ainda a definição do BREXIT que, conforme pesquisa encomendada pelo jornal The Guardian, 53% são a favor da saída da Inglaterra do União Europeia. Na quinta teremos a divulgação dos juros pelo Banco Central da Inglaterra.

 

Nesta terça-feira e nesse clima de tensão nada de azul nas principais Bolsas do mundo, com exceção para a Bolsa chinesa.

 

Principais Bolsas Mundiais e índices (13:42):

·         S&P 500 - EUA: .............................. -0,34%

·         Nasdaq - EUA: ............................... -0,32%

·         S&P/TSX - CAN:.............................. -0,77%

·         Ibovespa - BRA............................... -1,62%

·         DAX - DEU: .................................... -1,43% encerrado

·         FTSE 100 - GBR:.............................. -2,01% encerrado

·         CAC 40 - FRA: ................................. -2,29% encerrado

·         Euro Stoxx 50 - EUR: ...................... -2,02% encerrado

·         IBEX 35 - ESP: ................................. -2,13% encerrado

·         FTSE MIB - ITA................................ -2,11% encerrado

·         SMI - CHE: ..................................... -1,84% encerrado

·         Nikkei 225 - JPN: ............................ -1,00% encerrado

·         S&P / ASX 200 – AUS...................... -2,06% encerrado

·         China A50 - CHN: ........................... +0,54% encerrado

·         Hang Seng – HKG:.......................... -0,61% encerrado

·         KOSPI - KOR: ................................. -0,36% encerrado

 

O Ouro segue soberano nos mercados e já superou os US$ 1.290,00 a onça troy nesta manhã. Agora, o ouro segue cotado a US$ 1.284,65 dentro da estabilidade. Na Parmetal DTVM, o ouro abriu negociações a R$ 141,45 para compra e R$ 143,32 o grama para venda, alta de +1,14% frente à cotação de abertura de ontem.

 

Indicadores de Mercado 13:42:

·         Ouro – NY (Ozt.) ................................. US$ 1.284,65....................... -0,06%

·         Petróleo (Brent) ................................. US$ 49,63........................... -0,78%

·         Milho (Ton) ........................................ US$ 433,00......................... +0,79%

·         Dólar - US$ ......................................... R$ 3,4913............................ +0,30%

·         Euro - € .............................................. R$ 3,9151............................ -0,36%

·         Poupança (mês / Acum. 2016) ............ +0,6541% ........................... +4,0239%

·         Inflação – IPCA (mês / 12 meses) ........ +0,61%............................... +9,2783%

 

http://www.parmetal.com.br/noticias-e-artigos

 

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

 

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros