Economia Segunda-feira, 15 de Agosto de 2011, 15:42 - A | A

Segunda-feira, 15 de Agosto de 2011, 15h:42 - A | A

CUIABÁ

Feira na Capital de MT busca dar suporte para novos negócios

Evento voltado para empreendedores começa nesta quarta

 

Arquivo

 

Realizada entre 17 e 21 de agosto, a Feira do Empreendedor 2011 é uma opção para quem pretende abrir uma própria empresa ou mesmo crescer e prosperar. Pensado, principalmente no atendimento ao novo segmento empresarial de empreendedores individuais, a feira busca dar suporte para prosperar, além de gerar conhecimento.

De acordo a diretora do Sebrae em Mato Grosso, Leide Katayama, são mais de 29.029 empreendedores individuais que buscam na feira uma opção de crescimento. “O objetivo é gerar conhecimento para que essas empresas tenham desenvolvimento estável e estejam mais seguras para crescer e migrar para outros estágios”, assegura.

Outro ponto abordado pela feira que também merece destaque nos pequenos negócios é a inserção da cultura da sustentabilidade no segmento empresarial. É necessário introduzir essa prática no cotidiano das empresas para que elas possam competir nos mercados nacionais e internacionais. "É mais do que recolher o lixo. É ter responsabilidade sobre fornecedores e colaboradores e, ainda, com a sociedade em que empresa está inserida”, pontua a diretora.

Além disso, ações para dar visibilidade às oportunidades geradas com a Copa do Mundo em 2014 devem ser constantes assim como a busca pela inovação. "Inovação e sustentabilidade são ingredientes vitais. É preciso inovar em tudo: no produto, na forma de trabalhar, de atender".

Sobre a competitividade, Katayama lembra que são vários os desafios a serem superados. "Enquanto para as empresas das grandes potências econômicas o mercado é o mundo, as empresas no Brasil produzem para dentro e não sabem vender. Em outros países, as pessoas estão recebendo muito conhecimento, vão ocupar os espaços nesse mercado Brasil e, portanto, trabalhar com a visão de mundo é fundamental", avalia.

Neste ano, o espaço de exposições está dividido em 25 setores onde se destacam: oportunidades para o empreendedor individual, negócios virtuais, negócios sustentáveis, agronegócios, comércio e serviços, máquinas e equipamentos, franquias, vendas porta a porta e estandes institucionais e de instituições financeiras

Haverá palestras técnicas e gerenciais, oficinas, cine empreendedor e 131 estandes institucionais e empresariais. Uma das novidades da edição é a área denominada "Indústria Criativa", reservada a produtos diferentes, criativos e inovadores e aos criadores de produtos ou processos patenteados, interessados em negociar ou obter parceria para o desenvolvimento de seus inventos.

As inscrições para palestras e oficinas podem ser feitas no site do evento, na qual as oficinas serão pagas com valores de R$ 30 para pessoa física e R$ 20 para pessoa jurídica.

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

 

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros