Sábado, 13 de Julho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,43
euro R$ 5,95
libra R$ 5,95

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,43
euro R$ 5,95
libra R$ 5,95

Cidades Quinta-feira, 27 de Outubro de 2022, 10:58 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Quinta-feira, 27 de Outubro de 2022, 10h:58 - A | A

DADOS DO CAGED

MT gerou 6.280 novos postos de trabalho com registro em carteira em setembro

De acordo com o levantamento, Estado teve um total de 49.798 admissões e 43.518 dispensas

MÁRCIA TOMAZ
Da Redação

Mato Grosso gerou, em setembro 6.280 novos postos de trabalho com carteira assinada, segundo o levantamento do Cadastro de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado pelo Ministério da Economia na quarta-feira (26). O estudo aponta ainda que o salário médio de admissão nos empregos com carteira assinada chegou a R$ 1.931,13 em setembro. Comparado ao mês anterior, houve decréscimo real de R$ 12,47 no salário médio de admissão, uma variação em torno de -0,64%.

De acordo com o levantamento, foi gerado no Estado um total de 49.798 admissões e 43.518 dispensas, resultando em saldo positivo de 6.280 empregos com registro na carteira de trabalho.

No acumulado do ano, o Estado registrou 464.308 admissões e 395.405 demissões e resultou em um saldo positivo de 68.903 vagas de trabalho formal.

Conforme o Caged, em Mato Grosso, o setor que mais gerou empregos foi o de serviços, que abriu 15.745 novos postos, com 13.555 desligamentos, ou seja, um saldo de 2.194 pessoas atuando na área com carteira assinada.

Em segundo lugar, aparece o comércio, que abriu 14.970 contratações, no entanto, teve 13.059 desligamentos, gerando saldo de 1.911 mil vagas de trabalho. Em terceiro lugar, aparece o setor da agropecuária, que admitiu 8.142 trabalhadores. Mas 6.449 foram desligados, ficando também com saldo de 1.693 novos postos de emprego.

A indústria contratou 6.056 trabalhadores e dispensou 5.994, totalizando 62 vagas de empregos a mais no setor no mês de abril.

CUIABÁ

Na Capital, o serviço também gerou mais postos de empregos formais, somando 5.419 novas vagas, no entanto, 4.848 foram dispensados, deixando um saldo positivo de 571 empregos registados. O comércio aparece em segundo lugar com 2.884 novos registros em carteira, em contrapartida, 2.532 foram dispensadas. O saldo positivo ficou com 352 novos postos de trabalho.

A construção civil ocupa o terceiro lugar em Cuiabá, com 1.147 novas empregos, contra 990 demissões, deixando saldo positivo de 157 vagas com registro em carteira.

A indústria ficou com saldo negativo na Capital de 0,9%. Foram contratados em setembro 624 empregados, no entanto, as demissões somam 640, ou seja, 16 dispensas a mais do que as contratações.

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros