Cidades Sexta-feira, 18 de Novembro de 2011, 11:14 - A | A

Sexta-feira, 18 de Novembro de 2011, 11h:14 - A | A

CONDENAÇÃO

Blogueiro norte-americano que fez ofensa ao Brasil é condenado por danos morais

Joe Sharkey terá que se retratar publicamente perante o povo brasileiro e pagar indenização de R$ 50 mil por ter usado internet para ofender o Brasil

DA REDAÇÃO

 

Arquivo pessoal

Autora da ação foi Rosane Gutjahr, que perdeu o marido no acidente da Gol, que aconteceu em 2006

 

O blogueiro norte-americano Joe Sharkey foi condenado a se retratar publicamente perante o povo brasileiro, nos mesmos meios de comunicação em que fez as ofensas, e também a pagar uma indenização no valor de 50 mil reais, com correção monetária a partir de janeiro de 2008, data em que os textos foram publicados. O valor da indenização serão destinados à Associação dos Amigos do Hospital de Clínicas do Paraná. O julgamento do jornalista norte-americano aconteceu nesta quinta-feira (17/11), às 13h30, na 9.ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça, em Curitiba (PR).

O magistrado que julgou o caso foi o Sérgio Luiz Patitucci, acompanhado da Rosana Fachinn e do José Augusto Gomes Aniceto. Este último pediu vistas do processo e proferirá seu voto no início de dezembro.

A justiça brasileira pediu esclarecimentos ao blogueiro norte-americano por declarações que ele fez em seu blog http://sharkeyonbrazil.blogspot.com/ , no qual fez críticas fortes e duras à população brasileira. Ontem (16/11, quarta-feira) Sharkey fez um novo post em seu blog, mencionando os processos e fazendo novas críticas aos jornalistas e à FENAJ (Federação Nacional dos Jornalistas), chamando a imprensa de covarde e os jornalistas de xenófobos.

O processo está em trâmite contra o blogueiro desde 2008. A ação contra o jornalista é um processo cível movida por Rosane Gutjahr, diretora da Associação de Familiares e Amigos das Vítimas do Voo 1907 e viúva de Rolf Ferdinando Gutjahr. A ação manifesta a indignação com relação às ofensas que sofreu e pede a retratação pública, por ser cidadã brasileira e viúva de uma das vítimas. “Com essa decisão, podemos ter parte da nossa honra novamente, pois o Brasil não pode se sujeitar a esse tipo de ofensa”, desabafa Rosane.

DECLARAÇÕES OFENSIVAS

O blogueiro norte-americano diz que a imprensa brasileira "diz amém a tudo”, além de comparar a Polícia Federal do Brasil com o filme “Keystone Cops”, ilustrando o artigo com uma imagem do longa metragem do cinema mudo, no qual os policiais eram trapalhões e divertiam as crianças.
 
“O Brasil é um lugar onde as autoridades instáveis lutam para se eximir da culpa”, declarou Sharkey, utilizando a grosseira expressão “cover their butts”, além de chamar o nosso país de "terra maluca" (“crazy land”). O blogueiro também permitiu a postagem em seu blog de críticas severas ao povo brasileiro, feitas por leitores, com declarações fortes como “os brasileiros são mais idiotas que os idiotas”, chamando o presidente Lula de “Bin Lula e os 40 ladrões” e "mulheres prostitutas". (Com Assessoria)

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros