Sábado, 18 de Maio de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,11
euro R$ 5,55
libra R$ 5,55

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,11
euro R$ 5,55
libra R$ 5,55

Brasil Quarta-feira, 15 de Maio de 2024, 15:30 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Quarta-feira, 15 de Maio de 2024, 15h:30 - A | A

Rui Costa anuncia que governo irá comprar casas para desabrigados do RS que se encaixam no MCMV

CONTEÚDO ESTADÃO
da Redação

O ministro da Casa Civil, Rui Costa, anunciou que as famílias que se encaixam no programa habitacional Minha Casa, Minha Vida, e que tiveram seus imóveis prejudicados nas enchentes do Rio Grande do Sul terão as casas garantidas de volta pelo governo federal. Um caminho para isso identificado pela gestão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva é a compra assistida de imóveis usados.

"O presidente Lula está garantindo que as casas que foram perdidas na enchentes, aquelas que se encaixam dentro do perfil do Minha Casa, Minha Vida 1 e 2, no mesmo padrão de renda, 100% dessas famílias terão suas casas garantidas de volta pelo governo federal", anunciou Rui, em evento do governo federal de anúncio de medidas de assistência da gestão relacionadas ao Rio Grande do Sul na quarta-feira, 15. O evento ocorre em São Leopoldo.

De acordo com o ministro, as pessoas que estão em abrigos já podem procurar na sua cidade um imóvel à venda. "O governo federal, através da Caixa, vai comprar a casa e entregar à pessoa", comentou. "Entendemos que podemos responder a uma parte da demanda de casa imediatamente a partir da procura das próprias pessoas."

Rui comentou que o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, sugeriu que o governo pode lançar uma oferta pública de quem quer vender a casa à Caixa. "A gente chama a atenção das imobiliárias que eventualmente podem colocar esses imóveis à disposição, à venda."

A segunda linha sobre a questão da moradia será que todas as casas que estavam para leilão nas cidades atingidas, da Caixa e do Banco do Brasil, o governo irá retirá-las do leilão, fará a quitação "e entregará às famílias que precisam das casas". "Todas as casas, independente se a casa tinha regularidade ou não."

Segundo o chefe da Casa Civil, por ora, o governo já pediu para serem retiradas de leilão 600 casas. Além disso, Rui informou que também foram identificadas 14 mil imóveis em construção nas cidades atingidas. "Então, vamos também bloquear essas casas, comprar e entregar já para as pessoas."

(Com Agência Estado)

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros