Terça-feira, 21 de Maio de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,11
euro R$ 5,55
libra R$ 5,55

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,11
euro R$ 5,55
libra R$ 5,55

Brasil Terça-feira, 14 de Maio de 2024, 18:00 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Terça-feira, 14 de Maio de 2024, 18h:00 - A | A

PF suspende prazos de todos seus inquéritos no Rio Grande do Sul

CONTEÚDO ESTADÃO
da Redação

A Corregedoria-Geral da Polícia Federal informou o Conselho Nacional da Ordem dos Advogados do Brasil nesta terça-feira, 14, que suspendeu todos os prazos das investigações de sua competência em curso no Rio Grande do Sul, castigado pelas enchentes que já deixaram quase 150 mortes e mais de 500 mil desalojados.

A medida foi comunicada por meio de ofício do delegado Licínio Nunes de Moraes Netto, assessor técnico da Corregedoria, ao presidente da OAB, Beto Simonetti. A suspensão dos prazos seria inicialmente para o período entre 11 e 17 de maio, 'devendo ser prorrogada na esteira da determinação judicial'.

Ficam suspensos todos os inquéritos em andamento na superintendência regional da PF no Rio Grande do Sul e também nas delegacias federais que operam em cidades do interior.

"A suspensão dos prazos é essencial para assegurar que a população não sofra prejuízos devido à impossibilidade de cumprir com as obrigações legais em face das condições adversas", declara Beto Simonetti.

Para o presidente da OAB, 'é fundamental reconhecer e agradecer à Polícia Federal pela rápida atenção ao pedido da OAB'. "A colaboração entre as instituições é vital para a proteção dos direitos dos cidadãos e representa uma demonstração de sensibilidade e comprometimento com a população do Rio Grande do Sul."

Nesta segunda, 13, em atenção a um pedido da OAB, o ministro Luís Roberto Barroso, presidente do Conselho Nacional de Justiça, e o ministro Luis Felipe Salomão, Corregedor Nacional de Justiça suspenderam, até o dia 31, as audiências das sessões de julgamento que envolvam o RS e seus municípios.

A medida atinge ações que tramitam nos Tribunais de todo país, inclusive nos Conselhos Nacional de Justiça, da Justiça Federal e Superior da Justiça do Trabalho. Também abarca processos oriundos da Justiça do Estado, com representação exclusiva por advogados gaúchos e participação das instituições do Estado - Ministério Público e Defensoria Pública.

Os prazos processuais de ações envolvendo o Rio Grande do Sul também estão suspensos até o dia 31.

(Com Agência Estado)

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros