Sábado, 25 de Maio de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,17
euro R$ 5,61
libra R$ 5,61

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,17
euro R$ 5,61
libra R$ 5,61

Últimas Sexta-feira, 04 de Novembro de 2016, 14:44 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Sexta-feira, 04 de Novembro de 2016, 14h:44 - A | A

José Medeiros faz críticas à resistência da oposição à reforma do ensino médio e às ocupações das escolas

REDAÇÃO

Agência Senado

José Medeiros

 

Brasília – O senador José Medeiros, durante pronunciamento, ocorrido nesta quinta-feira (03.11), fez duras críticas às ocupações das escolas e também à resistência da oposição à reforma do ensino médio. “Essa reforma vem sendo debatida há vinte anos no MEC. Foi inclusive defendido pelo PT em 2014. Mas, agora, ele e os seus puxadinhos estão debatendo contra. Eles pegam os estudantes, que têm preguiça até de ler o texto da reforma, para falar só os chavões que saem daqui desta tribuna, ditos pela senadora Vanessa Grazziotin. Eles pegam o que os oráculos dizem e começam a repetir”, enfatizou.

 

José Medeiros lembrou a proposta de campanha da ex-presidente Dilma Rousseff que previa a redução de disciplinas no ensino médio. Segundo disse, Dilma afirmou que o número alto de disciplinas desestimulava o aluno do ensino médio. “A Dilma disse o seguinte: Está mais do que claro que precisamos fazer uma grande reforma no ensino médio, começando pelo currículo. É preciso implantar uma mesma base curricular para as escolas de ensino médio, pois só assim será possível estabelecer metas e prazos a serem cumpridos”, destacou.

 

Segundo o senador, Dilma disse que esse modelo atual de ensino é uma das causas de evasão escolar. “A ex-presidente, no programa eleitoral, foi categórica em dizer que era preciso repensar o seguinte: hoje o aluno do ensino médio tem doze matérias, o que já é bastante excessível. Se reprova em uma, ele tem que fazer as doze novamente. Isso é desestímulo e uma das causas da evasão nesse nível de ensino. Nossa proposta é dotar o mesmo sistema do ensino superior, onde o aluno só tem que repetir a matéria na qual foi reprovado. Além disso, precisamos diminuir o número de matérias e atualizarmos alguns temas de estudos de acordo com as necessidades do mundo atual”, destacou.

 

Perseguição – José Medeiros criticou também a oposição por plantar informações de que a atual crise na economia brasileira seria culpa do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. “Primeiro não tinha crise, depois existia sim a crise, mas era culpa do mundo. Em seguida, a crise era perseguição do Congresso e da mídia. Após a queda inevitável pelos crimes de responsabilidade cometidos, a crise passou a ser ação implantada pelo Michel Temer e seus aliados... Mas eles sempre nos surpreendem e agora a culpa do Brasil não estar bem em sua economia foi do Fernando Henrique Cardoso, que lá atrás nos ‘afundou’. Gostaria de saber como Lula conseguiria implantar os programas sociais, a maioria cópias do próprio FHC, se não tivesse dinheiro em caixa quando assumiu. Sinceramente falando, tem horas que eu os vejo na retórica e me pego a pensar: onde é que eu estava nos últimos anos ao invés deste paraíso que detalham?”, questionou.

 

Assista ao vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=MC8fNmygwRY

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros