Sábado, 25 de Maio de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,17
euro R$ 5,61
libra R$ 5,61

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,17
euro R$ 5,61
libra R$ 5,61

Política Segunda-feira, 29 de Agosto de 2016, 19:44 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Segunda-feira, 29 de Agosto de 2016, 19h:44 - A | A

SEM MELINDRE

"Se tiver que criticar, vamos criticar" avisa Julier após enfrentamento com adversários

RENAN MARCEL

O candidato a prefeito de Cuiabá Julier Sebastião (PDT) demonstrou que está disposto a endurecer o tom contra os adversários na disputa eleitoral.

 

Alan Cosme/ HiperNotícias

Debate na Record

 

No primeiro debate entre os seis postulantes, nesta segunda-feira (29), o pedetista teve postura incisiva ao questionar os concorrentes. E não titubeou ao apontar falhas ou fazer críticas.

 

O enfrentamento foi realizado pela TV Record, do Grupo Gazeta de Comunicação.

 

“Nós apresentamos críticas e propostas porque um debate se faz assim e não escondendo as coisas debaixo do tapete. A população tem o direito de, francamente, conhecer os seus candidatos e suas propostas. Então nós não vamos ficar com esse melindre. Se tiver que criticar, vamos criticar”, pontou o candidato após o debate.

 

Julier é candidato pela primeira vez. Ele encabeça a coligação “Cuiabá: Futuro e Inclusão”, que reúne o PDT, o PT e o PC do B.

 

O principal alvo dos questionamentos do ex-juiz federal foi o deputado estadual e ex-prefeito Wilson Santos (PSDB). O tucano diz que dará continuidade e concluirá as obras do novo pronto-socorro da cidade, que foram iniciadas na gestão do atual prefeito, Mauro Mendes (PSB).

 

Julier aproveitou a oportunidade para lembrar um fato ocorrido na gestão de Wilson. Questionou se o teto do novo hospital vai cair, como ocorreu em 2008.

 

“Nós vamos concluir todas as obras que Mauro Mendes deixou”, respondeu Wilson, levando o ex-juiz a utilizar a réplica: “ Quero saber se o padrão vai cair?”

 

Os apontamentos mais ácidos também foram dirigidos ao candidato do Psol, Procurador Mauro. Julier disse que Mauro esconde que é “cobrador de impostos” e chegou a dizer que o procurado “mete a mão no bolso da população”.

 

Em resposta, o candidato do Psol disse que o dinheiro arrecadado com a sua profissão é utilizado para construir escolas e fazer melhorias.

 

Também sobrou para o deputado estadual Emanuel Pinheiro (PMDB). Julier embalou na pergunta da ex-senadora Serys Slhessarenko (PRB) e trouxe à discussão a aposentadoria que Pinheiro recebe pelo Fundo de Assistência Parlamentar (FAP) desde os 37 anos, mesmo ainda em plena atividade.

 

Por outro lado, Julier também passou pelo senso crítico  dos adversários. Emanuel Pinheiro e Serys lembraram a Operação Ararath, da qual o ex-magistrado foi alvo. “Nunca recebi polícia na minha casa”, disse o deputado. “Quero saber do seu jeito novo de política.É igual ao jeito que lhe fez parar na Operação Ararath?”, questionou Serys.

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros