Terça-feira, 21 de Maio de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,10
euro R$ 5,53
libra R$ 5,53

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,10
euro R$ 5,53
libra R$ 5,53

Política Quinta-feira, 07 de Julho de 2016, 09:34 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Quinta-feira, 07 de Julho de 2016, 09h:34 - A | A

PPPs na Educação

Representantes dos estudantes da rede estadual se reúnem com Marrafon

REDAÇÃO

O secretário de Estado de Educação, Esporte e Lazer (Seduc), Marco Marrafon, recebeu nesta quarta-feira (6) representantes da Associação Mato-grossense de Estudantes Secundaristas (AME). Além de avançar nas negociações para as desocupações das escolas, a reunião deliberou algumas medidas referentes a Parceria Público-Privada (PPP) para a Educação. A reunião reforça a proposta de um calendário fixo, que Marrafon defende para estar mais próximo do colegiado estudantil.

 

GCom-MT

reuniao marrafon estudantes

 

O encontro serviu ainda para debater o documento enviado pela Seduc à AME no último sábado (02.07), pontuando os compromissos assumidos pelo Governo. Na oportunidade, Marrafon detalhou o cronograma de viabilização de ações referentes às estruturas das escolas. “Sem esse projeto da PPP nosso poder é limitadíssimo, não temos recursos para investimentos na velocidade que o sistema exige e necessita. As poucas unidades que conseguiríamos construir levariam em média três ou quatro anos para ser concluídas. Isso comprometeria toda uma geração, pois é o tempo de escolaridade do Ensino Médio, por exemplo”, relatou aos representantes.

 

Depois de ouvir os argumentos e responder várias dúvidas e questionamentos, Marrafon conseguiu avançar num entendimento. O secretário garantiu fazer os ajustes no edital do Procedimento de Manifestações de Interesse (PMI), indicando inclusive que as decisões sejam discutidas com a categoria, evitando assim, descontentamento.

 

O presidente da AME, Juarez França, fez alguns ponderamentos em relação a proposta enviada e disse que o secretário superou as expectativas. “Acho que avançamos bastante, agora precisamos dialogar com as bases, nos municípios para definir sobre a desocupação das unidades”, revelou o jovem, ao explicar que a desocupação deve ser feita por meio de um processo organizado e de consulta dos estudantes, quando será preciso repassar as discussões desta quarta-feira.

 

De acordo com ele, o diálogo com a Seduc é no sentido de entender até onde vai o poder da empresa responsável pela PPP. “Se for melhor para a comunidade esse modelo, a gente quer esse ganho. Mas queremos saber de que forma ele chegará”, frisou Juarez, amparado pelos demais colegas, entre eles, representantes de Cuiabá, Várzea Grande e Sinop.

 

Dessa forma, o acordo segue no propósito de que o edital das PPPs, no que diz respeito a parte estrutural seguirá em frente. Já no trato do não-pedagógico, os avanços serão debatidos amplamente, uma vez que o modelo administrativo não está pronto e é uma das reivindicações dos estudantes para que seja retirado do processo.

 

“Os estudantes vão opinar no conceito da modelagem do projeto envolvendo 50 novas unidades”, garantiu o secretário, que acalmou os alunos ao pontuar que a Seduc avançará também na questão do concurso público, outra questão defendida pelos estudantes.

 

DEMANDAS

O porta voz dos estudantes, Juarez França, pontuou que outras demandas precisam ser atendidas em outra ocasião para melhoria da qualidade do ensino no Estado. Disse que o Grêmio Estudantil tem um importante papel de ajudar e auxiliar o diretor nas escolas e que da mesma forma entende que a AME tem essa função, junto à Seduc e gostaria de selar esse entendimento com o gestor da educação. “Queremos trazer as demandas e apresentar as sugestões, pois entendemos que o secretário não pode estar em todo lugar, mas nós estamos vivenciando o dia a dia da escola”, declarou.

 

O anseio será atendido por meio de um calendário de reuniões com a Seduc. Além disso, os estudantes relataram a situação da Escola Estadual Raimundo Pinheiro da Silva, em Cuiabá, que possui problemas estruturais devido à ausência de reforma, banheiros sem porta e vestiários com canalização entupida. O secretário Marrafon se comprometeu em ir pessoalmente visitar a unidade no início da próxima semana e, a partir disso, encaminhar as providências.

 

No fim do encontro, o gestor conduziu os estudantes pelo prédio da Seduc para que os jovens conhecessem a estrutura física do órgão e um pouco sobre os setores por onde tramitam as demandas da Educação, desde a chegada até a concretização dos projetos.

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros