Domingo, 16 de Junho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,38
euro R$ 5,76
libra R$ 5,76

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,38
euro R$ 5,76
libra R$ 5,76

Política Domingo, 12 de Maio de 2024, 10:33 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Domingo, 12 de Maio de 2024, 10h:33 - A | A

CÂMARA SEGUIRÁ RITO

Nelson Barbudo será convocado a "qualquer momento" para assumir cadeira de Amália, diz Ananias

CAMILA RIBEIRO
Da Redação

O primeiro suplente Nelson Barbudo (PL) será convocado "a qualquer momento" para assumir a cadeira da deputada federal Amália Barros (PL), de acordo com o presidente do Partido Liberal em Mato Grosso, Ananias Filho. O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), seguirá o rito do Legislativo e entrará em contato com Barbudo assim que o comunicado oficial da morte de Amália chegar ao seu gabinete. A deputada federal faleceu na madrugada deste domingo (12) após 11 dias de internação em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para retirada de tumor no pâncreas. 

"A ascensão de Nelson Barbudo é um processo natural. Ele é o primeiro suplente e será convocado a qualquer momento. Agora, é uma questão restrita ao rito da Câmara", falou Ananias Filho ao HNT

LEIA MAIS: Família Bolsonaro, governador e políticos de MT lamentam morte de Amália Barros|

Nelson Ned Previdente, adotou o nome político de Nelson Barbudo. O produtor rural é paulista, nascido na cidade de Poloni. Ele se radicou em em Mato Grosso no município de Alto Taquari (a 482 km de Cuiabá) onde foi eleito vereador, em 2004. 

Em 2018, concorreu a deputado federal e foi o mais votado da bancada de MT, recebendo 126 mil votos. À época, Barbudo ainda era filiado ao PSL que depois se fundiu ao Democratas dando origem ao União Brasil.

O ex-deputado foi vice-líder do bloco bloco PL, PP, PSD, Solidariedade e Avante. Foi o 1º vice-presidente da Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural e membro titular da Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável. Ele também participou da Comissão Especial de Parcerias Público-Privadas (PPP). 

A reportagem tentou contato com Nelson Barbudo, porém, ele não se manifestou sobre a morte de Amália Barros. O espaço segue aberto. 

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros