Sábado, 25 de Maio de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,17
euro R$ 5,61
libra R$ 5,61

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,17
euro R$ 5,61
libra R$ 5,61

Política Sábado, 17 de Dezembro de 2016, 15:53 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Sábado, 17 de Dezembro de 2016, 15h:53 - A | A

PARECER NEGATIVO

Depois de Chapada, TCE pede intervenção do governo em Santo Antônio

REDAÇÃO

O Pleno do Tribunal de Contas decidiu representar ao governador Pedro Taques pela intervenção do Estado no município de Santo Antônio do Leverger em razão de o atual gestor e seu antecessor não terem prestado contas dos recursos públicos relativos ao exercício de 2015. No dia 6 de dezembro, o Pleno já havia pedido a intervenção do Estado no município de Chapada dos Guimarães, pelas mesmas razões.

 

Marcos Lopes/HiperNotícias

Valter Albano/TCE

 

O colegiado acolheu por unanimidade o voto do conselheiro Valter Albano, emitindo também parecer negativo sobre as referidas contas, uma vez que não foi possível mensurar o cumprimento dos limites constitucionais e legais, dos resultados fiscais, financeiros e orçamentários, que são imprescindíveis para a emissão de parecer prévio.

 

Sob a responsabilidade do prefeito Valdir Pereira de Castro Filho e do ex-prefeito Valdir Ribeiro, até o dia 30 de setembro de 2016 haviam sido encaminhadas ao TCE-MT apenas as informações relativas à carga inicial e aos informes de janeiro e fevereiro, sendo que o prazo final para a prestação total das contas foi no dia 16 de abril de 2015.

 

Com isso, foram apontadas e mantidas no processo 12 irregularidades de natureza grave e gravíssimas, que compreendem a não aplicação dos percentuais mínimos constitucionais na manutenção e desenvolvimento do ensino e nas ações e serviços de saúde, a não destinação de no mínimo 60% dos recursos do Fundeb na remuneração dos profissionais do magistério, gastos com pessoal do Poder Executivo acima dos limites estabelecidos pela Lei de Responsabilidade Fiscal e a ocorrência de déficit de execução orçamentária. As mesmas não puderam ser apreciadas, diante da ausência de documentos e informações, ou mesmo esclarecimentos por parte da gestão.

 

O relator, conforme estipula a Lei Complementar nº 269/2007 e Resolução Normativa nº 14/2007 do Tribunal, determinou a instauração de Tomada de Contas para que sejam apurados os atos de governo do exercício financeiro de 2015, comunicando, ainda, o Poder Legislativo municipal, para os fins de direito, acerca do teor desta decisão.

 

Vale lembrar que, na última sessão da segunda câmara realizada pelo TCE-MT, no dia 07 de dezembro, as contas de gestão de Santo Antônio de Leverger foram julgadas irregulares, com determinações legais, recomendações, aplicação de multas e restituição de valores ao erário de quase R$ 112.000,00.

 
 

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros