Sábado, 15 de Junho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,38
euro R$ 5,76
libra R$ 5,76

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,38
euro R$ 5,76
libra R$ 5,76

Polícia Terça-feira, 21 de Maio de 2024, 07:48 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Terça-feira, 21 de Maio de 2024, 07h:48 - A | A

OPERAÇÃO BAAL

Polícia Federal prende 13 membros do "novo cangaço" e bloqueia R$ 4 milhões

Investigação teve início a partir de informações provenientes da tentativa de roubo em Confresa. Na ocasião, vários criminosos foram presos ou mortos no confronto com as forças de segurança, sendo que um deles residia em São Paulo e integrava uma facção

DA REDAÇÃO

Treze membros de uma quadrilha que pratica roubos nas modalidades “domínio de cidade” e “novo cangaço” foram presos pela Polícia Federal de São Paulo e Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco) da capital paulista no âmbito da Operação Baal, deflagrada nesta terça-feira (21). O grupo aterrorizou o município de Confresa (1.049 km de Cuiabá) durante uma tentativa de roubo ocorrida em abril de 2023. Além das prisões, as forças de segurança também bloquearam R$ 4 milhões para descapitalizar os criminosos. 

Segundo a PF, a investigação teve início a partir de informações provenientes da tentativa de roubo no município mato-grossense. Na ocasião, vários criminosos foram presos ou mortos no confronto com as forças de segurança, sendo que um deles residia em São Paulo e integrava uma organização criminosa. 

Os elementos colhidos revelaram que essa e outras ações semelhantes foram financiadas por integrantes da organização criminosa que também atuam no tráfico de drogas e na lavagem de dinheiro. Além disso, constatou-se que os principais fornecedores das armas de fogo e das munições utilizadas pela organização criminosa são Colecionador, Atirador Desportivo e Caçador (CAC’s).

Os 13 mandados de prisão temporária e outros 24 mandados de busca e apreensão domiciliar foram cumpridos São Paulo, Osasco, Santo André, São Bernardo do Campo, Guarulhos, Piracicaba, Mairinque, Buri/SP, Xique-Xique/BA, Timon/MA e Corrente/PI.

Também foram adotadas medidas de cunho patrimonial visando a descapitalização financeira da organização criminosa, como o bloqueio de contas e o sequestro de bens com limite de até R$ 4 milhões.

 

Clique aqui  e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Álbum de fotos

Reprodução/PF

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros