Quarta-Feira, 16 de Setembro de 2020, 12h:05

Tamanho do texto A - A+

Confusão em soltura de jovem atiradora

imprensa

imprensa

 

A impresa foi impedida pela Polícia Militar de acompanhar a saída da adolescente que matou Isabele Guimarães Ramos, 14 anos, do Centro Socioeducativo Menina Moça, no Complexo Pomeri, nesta quarta-feira (16).

Em uma gravação, uma jornalista que não foi identificada, questiona se esse seria o procedimento padrão e questionou se está atitude também seria tomada com relação a outras ocorrências envolvendo jovens infratores. 

No vídeo, o coordenador de segurança do Sistema Socioeducativo, Glauder Pinho, informa que a família da jovem investigada pediu o resguardo de sua integridade. A menor, que foi apreendida na noite desta terça-feira (15), foi liberada nesta manhã após conseguir na Justiça um Habeas Corpus.

Veja vídeo:

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei