Justiça Segunda-feira, 28 de Março de 2011, 20:21 - A | A

Segunda-feira, 28 de Março de 2011, 20h:21 - A | A

APUPOS

"Não sei do que se trata", reage Julier à indelicadeza poconeana

Juiz Federal não comenta decisão da Câmara de Poconé, alegando desconhecimento

 

Edson Rodrigues/Secom-MT
O juiz federal Julier Sebastião da Silva declarou há pouco ao Hipernotícias que não tomou conhecimento da decisão da Câmara de Poconé, que negou-lhe uma Moção de Aplausos na sessão ordinária na manhã desta segunda-feira. Depois de informado pela reportagem o que tinha acontecido – e que essa era uma das principais notícias da tarde -, ele respondeu: “Não tenho conhecimento disso. Não sei do que se trata”. A entrevista foi por telefone.

 

A descortesia dos vereadores foi decidida em Voto de Minerva da presidente da Câmara, Maria Rosa (PT), já que quatro vereadores votaram a favor da homenagem e quatro votaram contra.

Leia mais aqui

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Jésus Quarto Crescente 29/03/2011

O Julier não vai dormir a semana toda.

Cezario Aschar 29/03/2011

É lamentável o Voto de Minerva contrário dado pela presidente da Câmara de Poconé, a petista Maria Rosa. Pelo visto não se faz mais petistas éticos e decentes como antigamente. Lamentável a atitude dessa \"companheira\" que merece do cidadão e da cidadã de bem de Poconé uma \"Moção de Vaias\".

2 comentários

1 de 1

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros