Sexta-feira, 12 de Julho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,45
euro R$ 5,92
libra R$ 5,92

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,45
euro R$ 5,92
libra R$ 5,92

Justiça Quarta-feira, 27 de Julho de 2022, 10:48 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Quarta-feira, 27 de Julho de 2022, 10h:48 - A | A

EM RONDONÓPOLIS

Ministério Público investiga coordenador do Samu por denúncias de assédio sexual

Segundo o apurado pelo HNT, Promotoria instaurou inquérito civil e está ouvindo testemunhas do caso

AMANDA DIVINA
Da redação

Ministério Público de Mato Grosso (MPMT) está investigando denúncias contra o coordenador do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) identificado apenas como H.L.F, de Rondonópolis (a 218 km de Cuiabá), por suposto assédio sexual contra funcionárias e despreparo para a função. Segundo o apurado pelo HNT, a promotora Joana Maria Bortoni instaurou inquérito civil e está ouvindo testemunhas do caso.

Alan Cosme/HiperNoticias

samu

Alan Cosme/HiperNoticias

Em um dos boletins de ocorrência registrados em 2021, uma técnica de enfermagem compareceu à delegacia informando que trabalhou por quatro anos do Samu e que havia deixado o local de trabalho após passar em um concurso da prefeitura.

Entretanto, algum tempo depois, ela encontrou o coordenador e informou que gostaria de retornar ao antigo trabalho no Samu.

O coordenador teria dito, então, que apreciava os serviços dela e que seria realocada para tal lugar, mas alertou que a técnica de enfermagem teria uma dívida com ele.

Após retornar ao trabalho no Samu, o coordenador teria dito que ela precisaria realizar o "teste do sofá" com ele, que ela recusou.

Nesse período, a técnica de enfermagem acabou tendo um relacionamento com um bombeiro e o fato chegou ao conhecimento de H.L.F. Apartir dai, ela foi chamada pelo coordenador de enfermagem e informada de que H.L.F gostaria que ela deixasse o emprego.

Na época, H.L.F teria começado a perseguir a técnica de enfermagem. Um documento interno do dia 3 de novembro de 2021, do então secretário de Saúde na época, Vinícius Amoroso, foi encaminhado para a Secretaria de Gestão de Pessoas solicitando uma investigação de denúncia.

Segundo as informações do site 'Marreta Urgente', a orientação da ex-secretária Carla Carvalho foi para abertura de um processo administrativo disciplinar (PAD). O HNT entrou em contato com a assessoria da Secretaria de Saúde do município e aguarda retorno.

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros