Terça-feira, 25 de Junho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,39
euro R$ 5,79
libra R$ 5,79

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,39
euro R$ 5,79
libra R$ 5,79

Justiça Sábado, 18 de Maio de 2024, 10:30 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Sábado, 18 de Maio de 2024, 10h:30 - A | A

"SEGURANÇA JURÍDICA"

Leonardo Campos endossa pedido no STF para garantir aplicação do CPC em honorários advocatícios

"Além se segurança, estamos a falar de verba alimentar que visa trazer dignidade aos profissionais da advocacia", enfatizou o conselheiro

Da Redação

 O diretor-tesoureiro do Conselho Federal da OAB (CFOAB), Leonardo Campos, demais membros da diretoria e a Advocacia-Geral da União (AGU) apresentaram pedido ao Supremo Tribunal Federal (STF) para garantir a aplicação da literalidade do Código de Processo Civil (CPC), no que tange à fixação de honorários advocatícios, em causas privadas.

Atualmente em debate, a delimitação da questão constitucional envolve exclusivamente os honorários advocatícios fixados em processos contra a Fazenda Pública. De relatoria do ministro André Mendonça, o Recurso Extraordinário (RE) 1.412.069 procura estabelecer se é ou não possível a aplicação de equidade na fixação de honorários advocatícios em causas envolvendo a Fazenda Pública, não possuindo qualquer relação com os processos em que litigam partes privadas.

Para Leonardo Campos, é fundamental assegurar que as causas que envolvam partes privadas não sejam atingidas.

“O recurso ajuizado no STF trata somente das ações que envolvem a Fazenda Pública, a Ordem reitera a importância do pedido para que seja mantida a decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ) em âmbito privado para garantir a segurança jurídica. Além se segurança, estamos a falar de verba alimentar que visa trazer dignidade aos profissionais da advocacia. Honorarios dignos é uma questão de justica". afirma.

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros