Justiça Terça-feira, 04 de Outubro de 2011, 10:25 - A | A

Terça-feira, 04 de Outubro de 2011, 10h:25 - A | A

EXPECTATIVA

Começa o julgamento dos acusados da 'chacina em Matupá'

Das quatro pessoas que seriam julgadas nesta terça, um conseguir adiar julgamento alegando que não foi intimado

DA REDAÇÃO

Começou nesta terça-feira (4) o júri popular da chacina em Matupá (704 km da Capital). Em princípio seriam ouvidos quatro acusados, mas a defesa de Arlindo Capitani pediu mudança do dia do julgamento, alegando que seu cliente não foi intimado. O pedido foi acatado pelo presidente do júri, o juiz Tiago Nogueira de Abreu.

Os acusados na chacina que serão ouvidos hoje são: Valdemir Pereira Bueno, Santo Caione e Alcindo Mayer. No total são 18 envolvidos, mas os outros júris vão acontecer nos próximos dias, 10, 17 e 24.

O crime aconteceu há 21 anos. Consta na denúncia do Ministério Público, que a chacina ocorreu no dia 23 de novembro de 1990, após um roubo frustrado. Na ocasião, os assaltantes Osvaldo José Bachmann e os irmãos Arci e Ivanir Garcia dos Santos permaneceram por mais de 15 horas no interior de uma residência localizada no município.

Após serem detidos, os policiais militares não conseguiram impedir que a população tivesse acesso aos acusados.

“A escolta policial que tinha o dever de assegurar a integridade dos presos não conseguiu impedir que estes fossem entregues à população que, com requintes de crueldade, efetuou disparos de arma de fogo, desferiu pauladas e chutes, e posteriormente, ateou fogo sobre as vítimas que ainda estavam vivas”, ressaltou a promotora de Justiça que atua no caso, Daniele Crema da Rocha.

As cenas da execução das vítimas, filmadas por um cinegrafista amador, foram amplamente divulgadas, inclusive por veículos internacionais. Por meio dessas imagens, foi possível, durante o inquérito policial, identificar os 18 autores dos crimes.

A reportagem entrou em contato com o Fórum de Matupá e um funcionária que preferiu não se identificar, confirmou que houve aumento no efetivo da PM e que a população vive a expectativa sobre o desfecho do julgamento, que deve durara uma semana. “A segurança foi reforçada. Tem bastante policiais hoje aqui. Apesar da expectativa para o julgamento, tudo está tranquilo”, enfatizou, acrescentando que não há nenhum tipo de manifestação nas imediações do fórum.

A mesma funcionária disse que o fórum é pequeno, no total são 117 lugares, deste número, há vagas disponibilizadas para família, estudantes de direito e a população que também vai assistir ao julgamento.

DETALHES

O julgamento começou pontualmente às 9h12. Dos três acusados que serão ouvidos hoje, apenas dois compareceram, são eles: Valdemir Pereira Bueno e Santo Caione. Alcindo Mayer está sendo representado por seu advogado.

No júri popular a acusação e defesa podem recusar até três jurados, onde serão feitos novos sorteios. O júri popular é composto por sete pessoas, que são escolhidas por meio de sorteio dentre outros 25 nomes. A convocação foi feita por edital, todos são residentes em Matupá
.

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros