Sábado, 20 de Julho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,60
euro R$ 6,10
libra R$ 6,10

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,60
euro R$ 6,10
libra R$ 6,10

Justiça Segunda-feira, 08 de Julho de 2024, 08:45 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Segunda-feira, 08 de Julho de 2024, 08h:45 - A | A

ASSASSINADO EM CUIABÁ

Advogado revela que Renato Nery fez representação contra colega na OAB antes de morrer

Os dois advogados atuavam, em partes opostas, em disputa de terras no estado

ANDRÉ ALVES
Redação

Antes de ser executado, o advogado Renato Nery, havia feito uma representação disciplinar contra outro jurista. A informação foi dada por Luiz Ferreira da Silva, vice-presidente do Tribunal de Ética e Disciplina da OAB Mato Grosso, nesta segunda (8) em uma entrevista ao programa Tribuna, da Rádio Vila Real FM (98.3).

“O que narra a representação é que haveria, de certa forma, um descumprimento de regras disciplinares por parte do advogado representado”, explicou Ferreira da Silva.

Renato Nery, ex-presidente da OAB-MT, foi executado quando chegava em seu escritório, na Avenida Fernando Côrrea, na sexta (5). Ele foi alvejado por pelo menos três tiros, sendo um na cabeça. Apesar de ter sido levado pelo Samu com vida a um hospital particular, não resistiu aos ferimentos e faleceu na madrugada deste sábado (6).

O vice-presidente destacou que a OAB tem o dever de proteger seus advogados, mas apenas quando há um pedido expresso de proteção por parte do profissional. "A OAB tem esse dever de proteger o advogado, e assim o faz, quando há, obviamente, um pedido expresso. Não pode agir de ofício nesses casos, apenas a pedido do advogado. O que não aconteceu, na hipótese que a gente está tratando, não houve esse pedido de proteção, houve apenas uma representação disciplinar contra um determinado advogado," afirmou.

Ele também mencionou que tanto Nery quanto o outro advogado envolvido na representação disciplinar atuavam em lados opostos há muitos anos. "Eles estavam em partes distintas, há muitos anos eles vinham atuando em lados opostos. Então, o que há na representação, é que haveria, de certa forma, um descumprimento de regras disciplinares", explicou Ferreira da Silva.

Ferreira da Silva enfatizou a importância do sigilo absoluto conforme a lei 1996-1994, que visa proteger ambas as partes envolvidas no processo disciplinar. "Ela dispõe de sigilo absoluto. Até para preservar as duas partes do processo. As partes que estão atuando têm o direito, por lei, de suas defesas, as suas manifestações e suas provas em sigilo. Só pode ter acesso às partes e aos seus respectivos advogados. E a própria OAB", disse.

Até o momento, não houve qualquer requisição formal de informações por parte de órgãos legais, segundo o vic-epresidente. "À medida que houver, a OAB tem a obrigação, e o dever legal, de informar, de prestar informações. O processo, até então, é protegido pelo sigilo," finalizou.

LEIA MAIS: Imagens mostram assassino pilotando moto e seguindo advogado antes de execução; veja vídeo 

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Blablabla 10/07/2024

Ou resumindo a matéria. Não falou nada com nada. O advogado morreu e vai ficar por isso.

positivo
0
negativo
0

LUIZ ALFREDO FERESIN DE ABREU 08/07/2024

Essa linha de investigação deve ser a principal. A vítima era conhecido como uma pessoa de paz. Não tinha inimigos. E a representação contém graves acusações contra o advogado mencionado na reportagem. Eu li.

positivo
1
negativo
0

2 comentários

1 de 1

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros