Sábado, 18 de Maio de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,11
euro R$ 5,55
libra R$ 5,55

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,11
euro R$ 5,55
libra R$ 5,55

Esportes Terça-feira, 14 de Maio de 2024, 17:30 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Terça-feira, 14 de Maio de 2024, 17h:30 - A | A

Manchester City vence Tottenham, assume a ponta, e fica perto do tetra no Inglês

CONTEÚDO ESTADÃO
da Redação

O Manchester City está muito próximo de manter a sua hegemonia no Campeonato Inglês. Em um jogo dramático, em que Haaland saiu como artilheiro do duelo, o atual tricampeão derrotou o Tottenham por 2 a 0, nesta terça-feira, e assumiu a liderança do torneio nacional a uma rodada do fim.

Com o resultado, o time liderado por De Bruyne chegou aos 88 pontos e tem dois de vantagem para o Arsenal, o segundo colocado. Assim, a definição do título fica para a jornada derradeira.

Em um final de semana que promete muitas emoções, o Arsenal vai contar com o apoio de sua torcida para superar o Everton no domingo. O Manchester City também vai jogar como mandante e, no mesmo dia, enfrenta o West Ham.

Em jogo adiado pela 34ª rodada da competição, City e Tottenham fizeram um confronto cercado de tensão e também de muita estratégia tática por parte dos dois treinadores.

A equipe de Manchester mais uma vez apostou na posse de bola para envolver os donos da casa. A boa marcação do Tottenham, no entanto, transformou a etapa inicial em um jogo de xadrez. Coordenador da equipe, De Bruyne teve que buscar variações ofensivas atrás de soluções. Ora lançando os atacantes, ora apostando em triangulações, ele fez o City pressionar o rival em boa parte da etapa inicial.

E o primeiro bom momento quase foi convertido em gol logo aos 15 minutos. Após rebatida errada de Höjber, a bola ficou no jeito para o arremate de Phil Foden. Na pequena área, ele bateu de primeira, mas o goleiro Vicario saiu com os braços aberto e evitou gol certo.

Aos poucos, o Tottenham entendeu a estratégia do adversário, encaixou a marcação, e equilibrou a partida. De Bruyne começou a ser vigiado de perto e os contragolpes para velocidade do coreano Son Heung-Min começaram a diminuir o ímpeto do City.

Com a liderança como objetivo, no entanto, o City aumentou a pressão na parte final do primeiro tempo. Até Haaland, que costuma atuar centralizado na área, se movimentou pelos lados do campo para ajudar a descolar uma brecha na defesa.

A pressão quase deu certo no fim. Foden cruzou, Haaland chutou na marcação e a sobra ficou com Bernardo Silva dentro da área. Ele chegou batendo no ângulo, mas Dragusin, de cabeça, salvou o Tottenham aos 44 minutos.

Peça fundamental do Tottenham, Vicário voltou a trabalhar no início do segundo tempo ao defender uma boa finalização de De Bruyne. No entanto, sua cota de milagres se esgotou após nova assistência do meia belga. Numa troca de funções, Bernardo Silva foi quem deu o passe na direita. Ele chegou à linha de fundo e só rolou para Haaland empurrar para o gol vazio: 1 a 0.

Na ânsia de buscar o empate, o Tottenham perdeu o equilíbrio. Amarelado, Betancourt chutou seguidamente o banco de reservas ao ser substituído por Kulusevski. Antes, Pape Sarr também foi advertido com cartão após entrada dura em De Bruyne por trás. Aos 16 minutos, Ederson saiu para fazer uma defesa na pequena área e foi duramente atingido por Romero.

Em função do choque, e por decisão do médico do Manchester City, o brasileiro foi substituído logo depois. Bastante irritado, ele deixou o campo insatisfeito e sequer cumprimentou Guardiola. Ortega entrou em seu lugar e teve trabalho. Pelo menos em duas oportunidades, ambas com Kulusevski, o goleiro levou a melhor. Mas foi numa investida de Son Heung-Min a sua maior defesa, aos 41 minutos.

No desespero, o Tottenham se mandou para o ataque. Com o contragolpe à disposição, o City foi cirúrgico para matar o jogo. Doku foi derrubado na área por Pedro Porro e o juiz marcou pênalti. Haaland cobrou com categoria, definiu o confronto em 2 a 0 e assinalou o seu 27º gol no Campeonato Inglês.

(Com Agência Estado)

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros