Economia Terça-feira, 05 de Julho de 2011, 17:05 - A | A

Terça-feira, 05 de Julho de 2011, 17h:05 - A | A

Oposição coleta assinaturas para instalar CPI do BNDES

Senadores querem investigar a atuação do banco em processos de fusão, especialmente a do Carrefour/Pão de Açúcar

DA FOLHA DE SÃO PAULO

Divulgação

A oposição começou a coleta de assinaturas para instalar uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) no Senado para investigar a atuação do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) em processos de fusão, especialmente a do Carrefour/Pão de Açúcar.

O senador Demóstenes Torres (DEM-GO) deu início nesta terça-feira à coleta de assinaturas.

Em minoria no Senado, a oposição reconhece que vai precisar do apoio da base governista para conseguir implantar a comissão. "O BNDES tem desvios históricos, não tem cumprido a sua finalidade. Há um transtorno de conduta na sua atuação", afirmou Demóstenes.

Os senadores governistas Ana Amélia Lemos (PP-RS) e Pedro Taques (PDT-MT) já assinaram o pedido de criação da CPI, que reuniu até agora 13 assinaturas. Para que seja instalada, são necessárias pelo menos 27 assinaturas.

Demóstenes disse que não vai estabelecer prazo para recolher as assinaturas com o objetivo de viabilizar a CPI --mesmo que demore para conseguir a adesão de senadores da base governista.

A oposição também vai tentar ouvir o presidente do BNDES, Luciano Coutinho, o presidente do Grupo Pão de Açúcar, Abilio Diniz, e o presidente do Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica), Fernando Furlan para explicarem o processo de fusão.

Os oposicionistas apresentaram nesta terça-feira requerimento na CAE (Comissão de Assuntos Econômicos) do Senado para convidar os três envolvidos no processo de fusão.

Para que os convites sejam efetivados, é necessário que a comissão aprove o requerimento --o que deve ocorrer até a semana que vem.

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

 

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros