Quinta-Feira, 17 de Setembro de 2020, 07h:14

Tamanho do texto A - A+

Não vejo necessidade de alterar meta de inflação de 2%, diz presidente do BoJ

Por: CONTEÚDO ESTADÃO

O presidente do Banco do Japão (BoJ, pela sigla em inglês), Haruhiko Kuroda, disse nesta quinta-feira (17) que não vê necessidade de a instituição alterar sua meta de inflação de 2%. Kuroda, que falou em coletiva de imprensa que se seguiu à decisão do BoJ de deixar sua política monetária inalterada, comentou que a nova meta de inflação do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA), de uma taxa média de 2%, é semelhante ao compromisso do BC japonês de permitir que a inflação ultrapasse 2% e se estabilize acima do objetivo oficial.

Kuroda disse ainda que o BoJ vai manter sua política monetária acomodatícia e terá comunicação próxima com o governo do novo primeiro-ministro do Japão, Yoshihide Suga, que assumiu nesta quarta-feira no lugar de Shinzo Abe.

"O banco tem conduzido a política monetária com base numa comunicação próxima com o governo. Isso não mudará, seja com o ex-primeiro-ministro Abe ou com o novo premiê Suga", afirmou Kuroda. Ele também reiterou que o BoJ irá considerar adotar novas medidas de estímulo, se julgar necessário, e irá monitorar as oscilações do mercado cambial de perto, uma vez que taxas de câmbio "precisam refletir os fundamentos econômicos". (Com informações da Dow Jones Newswires).

(Com Agência Estado)
Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei