Economia Sexta-feira, 25 de Março de 2011, 19:58 - A | A

Sexta-feira, 25 de Março de 2011, 19h:58 - A | A

Iniciativa

MT é o primeiro Estado a realizar Curso Básico de Exportação em 2011

Crescente demanda pelos produtos regionais e falta de informações agilizaram o processo

Fabiane Serra / Sicme-MT

Assesoria Sicme-MT

Artesãos e micro empresários aprendem os primeiros passos para exportar
Mato Grosso saiu na frente em 2011 em relação aos demais Estados brasileiros. Foi o primeiro a ser atendido pelo Governo Federal na busca por informações sobre exportação. O motivo está na crescente demanda pelos produtos regionais e no comerciante local, que muitas vezes deixa de vender por não saber quais os procedimentos a serem adotados. Para esclarecer esses obstáculos, os governos Federal e do Estado ofereceram o Curso Básico de Exportação, que aconteceu na quinta-feira (24.03), em Cuiabá e superou as expectativas dos organizadores.

Mato Grosso saiu na frente em 2011 em relação aos demais Estados brasileiros. Foi o primeiro a ser atendido pelo Governo Federal na busca por informações sobre exportação. O motivo está na crescente demanda pelos produtos regionais e no comerciante local, que muitas vezes deixa de vender por não saber quais os procedimentos a serem adotados. Para esclarecer esses obstáculos, os governos Federal e do Estado ofereceram o Curso Básico de Exportação, que aconteceu na quinta-feira (24.03), em Cuiabá e superou as expectativas dos organizadores.

 

Elvira Leite, consultora de Comércio Exterior e Coordenadora do Programa de Artesanato Mato Grosso, tem recebido ligações de vários lugares do mundo como a Itália, Alemanha, França e de Estados brasileiros com dúvidas de pessoas interessadas em consumirem os produtos mato-grossenses, mas não sabem como proceder.

Um exemplo disso é a artesã Laura Schloigl, fabricante de viola de cocho há quatro anos. Laura tinha muitas dúvidas sobre o assunto, consequentemente mandava suas obras de forma incorreta, embaladas apenas como uma encomenda. Quando ficou sabendo do Curso para micro empresários, artesãos e instituições similares decidiu participar. “A capacitação me ajudou muito. Agora sei que posso mandar minhas peças pelo Correio como exportação comercial e sair do anonimato. Minhas obras vão receber o tratamento necessário para chegar até o local desejado. Além disso, passo a fazer parte das estatísticas do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comercio Exterior (MDIC), pois meu cadastro fica evidente, informando a origem do produto”, disse a artesã.

De acordo com Elvira Leite, a exportação ajuda a fomentar a economia do Estado e do país, aumentando a geração de emprego e renda. Também é uma forma de mostrar o trabalho dos artistas mato-grossenses fora do Brasil. “Mas não adianta apenas melhorar a qualidade dos produtos e as embalagens. É preciso munir os artesãos de informações”, avaliou.

O curso ministrado por Miguel Correa de Albuquerque, técnico do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), contou com a participação de aproximadamente 80 pessoas. “Os participantes receberam informações (passo a passo) de como exportar. A intenção é mostrar que a exportação não é misteriosa e tão pouco cara, porém tem detalhes importantes que precisam ser observados para se obter sucesso no trâmite”, explicou.

Outras informações com procedimentos necessários para exportar foram distribuídas em Cd no encerramento do evento. Vale destacar que tais dados são modificados de acordo com a evolução do mercado exterior. Diante do fato, o interessado em exportar deve estar sempre atento às mudanças comerciais.

A solicitação do curso partiu do Programa de Artesanato de Mato Grosso, vinculado à Secretaria de Indústria, Comércio, Minas e Energia (Sicme). Em Cuiabá, foi realizado em parceria com a Assembleia Legislativa e Correios.

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

 

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros