Quinta-feira, 18 de Julho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,48
euro R$ 6,00
libra R$ 6,00

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,48
euro R$ 6,00
libra R$ 6,00

Economia Terça-feira, 19 de Março de 2024, 09:15 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Terça-feira, 19 de Março de 2024, 09h:15 - A | A

Dólar toca R$ 5,05 atento a Focus, Treasuries e Fed após alta de juro japonês

CONTEÚDO ESTADÃO
da Redação

O dólar opera em alta na manhã desta terça-feira, 19, alcançando o maior nível desde outubro do ano passado na máxima da sessão, alinhado à tendência externa, e apoia um viés positivo da curva de juros futuros em meio à leitura do boletim Focus e expectativas pelas decisões e sinais das reuniões de política monetária do Federal Reserve e do Copom brasileiro, que começam nesta terça e terminam na quarta-feira.

Os juros dos Treasuries longos passaram a oscilar perto da estabilidade, apoiando o dólar também, após cederem mais cedo na esteira dos juros dos títulos do governo japonês. As taxas por lá diminuíram perdas intradia devido aos sinais de manutenção de política acomodatícia mesmo após o Banco do Japão (BoJ) elevar juros hoje pela primeira vez em 17 anos.

O BoJ elevou o juro para uma faixa de 0% a 0,1%, depois de mantê-lo em -0,1% por mais de oito anos. Também eliminou seu instrumento de controle da curva de juros (YCC) do JGB de 10 anos e apontou que o cumprimento sustentável e estável da meta de inflação de 2% está próximo.

No Focus, chama atenção a elevação nas projeções de inflação e taxa de câmbio deste ano, além de avanço maior do PIB e queda no déficit primário projetados pelos investidores. O mercado revisou para cima a projeção do IPCA para 2024, de 3,77% para 3,79%, e para 2025, de 3,51% para 3,52%. Aumentou estimativa para o PIB de 2024, de 1,78% para 1,80, enquanto para 2025 segue em 2,00%. As projeções para a Selic seguem em 9,00% no fim deste ano e em 8,5% para 2025, 2026 e 2027. E para a taxa de câmbio neste ano a previsão passou de R$ 4,93 para R$ 4,95. Já o déficit em conta corrente em 2024 caiu de US$ 35,00 bilhões para US$ 32,00 bilhões.

A correção de alta dos ativos locais é limitada em dia de agenda mais fraca e de valorização de 5,34% do minério de ferro em Dalian na China.

Às 9h44, o dólar à vista subia 0,36%, a R$ 5,0439, após máxima a R$ 5,0549 (+0,58%). O dólar para abril ganhava 0,09%, a R$ 5,0435, ante máxima a R$ 5,0565 (+0,35%). O índice DXY do dólar ante seis moedas principais subia 0,28%, a 103,887 pontos. O juro da T-Note 10 anos estava a 4,314%, após máxima a 4,3352%, ante 4,332% no fim da tarde de segunda-feira.

(Com Agência Estado)

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

 

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros