Economia Sexta-feira, 02 de Dezembro de 2011, 20:00 - A | A

Sexta-feira, 02 de Dezembro de 2011, 20h:00 - A | A

PESQUISA

Crise afeta indústria e 42% de empresas cancelam investimentos, diz CNI

Apesar do descontentamento, dados revelam que 86,6% das empresas devem voltar a investir em 2012

DA FOLHA DE SÃO PAULO

Arquivo

O percentual de empresas brasileiras que adiaram ou cancelaram investimentos em 2011 chegou a 42,2%, segundo estudo divulgado nesta sexta-feira (2) pela CNI (Confederação Nacional da Indústria). De acordo com a CNI, a crise externa é o principal risco aos investimentos do setor no próximo ano.

Apesar do descontentamento com o cenário externo, os dados revelam que 86,6% das empresas devem investir em máquinas e equipamentos em 2012. Dessas, 73,3% pretendem importar tecnologia do exterior. O número é inferior ao registrado em 2010, quando 92% das empresas que responderam ao questionário da confederação declararam intenção de investimento.

A principal fonte de financiamentos dos investimentos ainda será o capital próprio, porém, ainda assim a participação do uso dos recursos próprios deve cair de 58,2%, registrada em 2011, para 52,9% em 2012.

A parcela média de participação dos bancos oficiais, como o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), deve crescer de 21,8% em 2011 para 29,3% em 2012.

O estudo revelou também que 74,6% das indústrias pretendem focar os investimentos no mercado doméstico. O percentual de empresas pretendem apostar os investimentos principalmente ou exclusivamente no mercado externo é de apenas 3,7%.

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

 

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros