Quarta-feira, 19 de Junho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,43
euro R$ 5,84
libra R$ 5,84

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,43
euro R$ 5,84
libra R$ 5,84

Economia Quarta-feira, 22 de Maio de 2024, 05:00 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Quarta-feira, 22 de Maio de 2024, 05h:00 - A | A

Bolsas da Ásia fecham sem direção única, à espera de sinais sobre juros dos EUA

CONTEÚDO ESTADÃO
da Redação

Por Sergio Caldas*

São Paulo, 22/05/2024 - As bolsas asiáticas fecharam sem direção única nesta quarta-feira, enquanto investidores aguardam ata de política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA), em busca de sinais sobre a trajetória dos juros americanos.

Na China continental, os mercados ficaram levemente no azul, ajudados pelo forte desempenho de ações do setor solar. O índice Xangai Composto teve alta apenas marginal, de 0,02%, a 3.158,54 pontos, e o menos abrangente Shenzhen Composto avançou 0,24%, a 1.784,69 pontos.

Já o Nikkei caiu 0,85% em Tóquio, a 38.617,10 pontos, pressionado por ações dos setores imobiliário e farmacêutico, à medida que persistem preocupações sobre o aumento dos custos de empréstimos. Nesta madrugada, o juro do título do governo japonês (JGB) de 10 anos atingiu o nível psicológico de 1%, renovando máxima desde maio de 2013.

Em outras partes da Ásia, o Hang Seng recuou 0,13% em Hong Kong, a 19.195,60 pontos, e o sul-coreano Kospi cedeu 0,03% em Seul, a 2.723,46 pontos, mas o Taiex avançou 1,48% em Taiwan, a 21.551,83 pontos.

Na Oceania, a bolsa australiana ficou bem perto da estabilidade, com baixa de 0,05% do S&P/ASX 200 em Sydney, a 7.848,10 pontos.

O comportamento misto na Ásia e no Pacífico veio horas antes de o Fed publicar ata de sua última reunião de política monetária, quando os juros dos EUA ficaram inalterados pela sexta vez consecutiva. Diante da inflação persistente nos EUA, a expectativa é que o Fed não comece a reduzir juros antes de setembro.

Contato: [email protected]

*Com informações da Dow Jones Newswires


(Com Agência Estado)

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

 

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros