Copa Pantanal Terça-feira, 20 de Setembro de 2011, 16:50 - A | A

Terça-feira, 20 de Setembro de 2011, 16h:50 - A | A

URGÊNCIA

Silval Barbosa convoca diretores para anunciar extinção da Agecopa

Reunião começa daqui a pouco no Palácio Paiaguás. Não há mais garantias que Eder Moraes seja indicado o Secretário da Copa, já que deputados também pediram sua cabeça na reunião com o governador no início da tarde

DA EDITORIA

 

Marcos Vergueiro/Secom-MT

O governador Silval Barbosa convocou os sete diretores da Agecopa para uma reunião no Palácio Paiaguás às 17h desta terça. Silval vai comunicá-los da decisão de extinguir a autarquia, proposta para a qual obteve o aval de 20 dos 24 deputados estaduais durante reunião no início da tarde.

Não se sabe ainda se Silval vai anunciar o seu escolhido para assumir a Secretaria da Copa. Durante o encontro com os deputados, ele demonstrou irritação com o comportamento do presidente da autarquia, Eder Moraes, que vinha sendo apontado como nome certo para assumir a Secopa.

Na reunião, confirmam várias fontes ouvidas por HiperNotícias, Silval chegou a mostrar o exemplar de um jornal local com data desta terça, no qual Eder aparece em destaque afirmando que há 178 obras da Copa em andamento. “Isso aqui tem que parar. Não dá mais para conviver com esse tipo de coisa. O Eder tem que parar”, afirmou Silval, segundo as fontes, apontando para a matéria e a foto de Eder Moraes no jornal Folha do Estado desta terça.

Perguntado por um dos deputados se Eder seria o secretário, Silval disse que ainda não tinha decidido. Nisso, vários deputados passaram a se manifestar, sugerindo-lhe a saída de todos os diretores para “zerar” o processo.

Diante desse quadro, e provocados pelo líder do Governo, Romoaldo Júnior, que lhes perguntou se o governador tinha carta-branca para definir a nova estrutura da Secopa, todos concordaram.

INSUSTENTÁVEL

Ao explicar suas motivações para extinguir a Agecopa, Silval Barbosa começou dizendo que a agência tinha vícios de origem, e que a situação, depois das desavenças entre Eder e Carlos Brito, no último dia 2, em audiência na Assembleia, “ficou insustentável”. “Os dois erraram, aquilo foi desnecessário”, falou o governador aos deputados.

Silval disse também na suas explicações que precisa fazer a mudança para garantir o bom andamento das obras. “Se tiver sucesso, todos ganharão, mas se tiver fracasso, só eu perco”, argumentou ele, com a concordância dos 20 deputados presentes.

Nenhum dos deputados saiu em defesa de Eder, que, a propósito, não foi convidado para a reunião entre o governador e a bancada.

Segundo informações de fontes da Agecopa, no período da manhã Eder ainda tentou unificar os diretores, exceto Brito, para uma posição conjunta, já que alguns deles lhe demonstraram muita insatisfação com o rumo que as coisas tomaram, principalmente com o fato de serem rebaixados para a função de secretário-adjunto.

PRIORIDADES

Silval Barbosa disse aos deputados durante a reunião do início da tarde que a prioridade da Secopa será cumprir as cinco exigências feitas pela Fifa, que são a Arena, as obras do entorno do novo estádio, o Fan Fest, as ações de voluntariado e os centros de treinamento.

Ele argumentou que mobilidade urbana e modal de transporte não são exigências, mas oportunidades, e relatou as dificuldades para modificar o modal, além do fato de o Estado ter perdido metade da verba de R$ 350 milhões para a mobilidade, que estava em fase de licitação pelo Dnit quando houve a crise no órgão federal. Segundo Silval, metade desse recurso já foi recuperado. Foi nessa hora, informam as fontes, que ele mostrou o jornal com a foto e a fala de Eder propagando as 178 obras.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros