Quarta-feira, 24 de Julho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,59
euro R$ 6,07
libra R$ 6,07

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,59
euro R$ 6,07
libra R$ 6,07

Cidades Terça-feira, 09 de Agosto de 2022, 19:33 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Terça-feira, 09 de Agosto de 2022, 19h:33 - A | A

SUSTO

Teto de UTI desaba e pacientes em estado grave precisam ser remanejados às pressas; veja vídeo

Pelos próximos 10 dias, até que sejam finalizadas as obras de adequação do telhado, o Hospital de Retaguarda não deve aceitar nenhum paciente

Pacientes em estado grave precisaram ser remanejados às pressas do Hospital de Retaguarda em Rondonópolis (218 km de Cuiabá) depois que o teto da UTI desabou, na madrugada desta terça-feira (9). A situação foi registrada em vídeo pela vereadora Kalinka Meirelles (Republicanos) que questionou a qualidade das instalações.

Em nota, a direção da unidade hospitalar esclareceu que o telhado do Hospital Municipal Antônio dos Santos Muniz, conhecido como Hospital de Retaguarda, passa por obras e que, em decorrência das obras e das chuvas inesperadas, houve infiltração no forro de gesso da UTI, que cedeu.

A direção do hospital também garantiu que não houveram danos a nenhum dos três pacientes que estavam internados no momento da chuva e que nenhum dos equipamentos da unidade sofreram prejuízos.

Ainda sobre os pacientes, a direção informou que um deles recebeu alta, um foi transferido para o Hospital Regional de Rondonópolis e o outro para um box de emergência que foi transformado em UTI, com todos os equipamentos necessários.

Pelos próximos 10 dias, até que sejam finalizadas as obras de adequação do telhado, o Hospital de Retaguarda não deve aceitar nenhum paciente que precise de leito intensivo.

LEIA NOTA NA ÍNTEGRA

A direção do Hospital Municipal Antônio dos Santos Muniz, conhecido como Hospital de Retaguarda, informou que a unidade está passando por uma reforma e ampliação e que a construtora responsável pela obra está realizando um serviço de adequação do telhado.
Disse ainda que, com as chuvas inesperadas que caíram na cidade nos dois últimos dias, houve uma infiltração e parte do forro do gesso onde está UTI cedeu. Porém, não provocou danos aos pacientes que estavam no local e nem para os equipamentos.
Na UTI, estavam três pacientes. Um recebeu alta, outro foi encaminhado para o Hospital Regional e o terceiro para o box de emergência, que foi transformado em UTI, com todos os equipamentos necessários para o atendimento.
Porém, conforme a direção, neste período em que estiver sendo realizado o trabalho de adequação do telhado na parte onde fica a UTI, a unidade não irá receber novos pacientes, pois não terá capacidade de atendimento.
A previsão de conclusão do serviço dado pela construtora é de dez dias.

VEJA VÍDEO

 

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros