Cidades Sexta-feira, 04 de Novembro de 2011, 10:55 - A | A

Sexta-feira, 04 de Novembro de 2011, 10h:55 - A | A

CRIMES NA CAPITAL

PM desarticula a 'família do pó', apreende 14 bananas de dinamite e até um papagaio

Além do artefato explosivo, policiais da Rotam apreenderam R$ 680,00 em notas manchadas de vermelho, indício de que foram roubadas de caixas eletrônicos em Mato Grosso

Mayke Toscano/Hipernotícias

Papagaio de estimação dos acusados e as 14 bananas de dinamite apreendidas pela PM no bairro Alvorado; em oito dias, Polícia Militar em parceria com Gaeco e Agência Central de Inteliegência da PM cumpriram 19 mandados de busca e apreensão 

A Ronda Ostensiva Tático Móvel (Rotam) e Agência Central de Inteligência da PM cumpriram mandado de busca e apreensão às 6h desta sexta-feira (4) na boca de fumo “Chupeta e Mike” na Rua do Caju, bairro Alvorada, e prenderam cinco integrantes de uma mesma família com 14 bananas de dinamite em casa, além de outros objetos e um papagaio.

Foram encaminhados para Cisc Planalto os irmãos Michael Nunes de Oliveira, 19 anos; Paulo Henrique de Oliveira, 18; Jones Nunes de Oliveira, 21 e os pais deles José Benedito Oliveira, 44, e Ana Alice Nunes Borges, 41. A polícia não identificou se os acusados tem passagem pela polícia. Os filhos dizem que os pais não tem relação nenhuma com o que foi apreendido.

Além das 14 bananas de dinamite, que foram roubadas da Brita Guia, mineradora localizada no Distrito da Guia, próximo à Capital; foram apreendidos duas armas calibre 28 e 38; jóias; três motos, uma Fan 125 desmontada sem chassi, uma XTZ, e uma Titan 125; sete relógios; R$ 680,00 com notas manchados de tinta vermelha, característica de que foram roubadas de caixas eletrônicos e um papagaio de estimação.

O sargento Wilton Aparecido Nunes, que estava na operação, disse que o dinheiro e as bananas, que são emulsão de dinamites, comprovam a participação dos acusados em arrombamentos à caixas eletrônicos. Não foram encontrados nenhum tipo de drogas no local.

Os acusados serão indiciados por emprego ilegal de explosivos, porte irregular de armas entre outros delitos.

ATUAÇÃO

O mandado de busca apreensão foi expedido pela juíza Maria Cristina de Oliveira, da 9ª Vara Criminal de Delitos de Tóxico de Cuiabá e é resultado de dois meses de investigação da Polícia Militar em conjunto com o  Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado do Ministério Público e Agência Central de Inteligência. Atuaram mais de 60 policiais na operação.

Na sexta-feira (28) da semana anterior foram cumpridos 6 mandados para desarticular bocas de fumo em Cuiabá, duas pessoas foram presas com 10 “cabeças” de pasta base.

Nesta sexta-feira (4) foram efetivados 13 mandados, porém somente na boca do “Chupeta e Mike” os policias encontraram indícios de crime. Inclusive, os chefes da boca, Adelton Castro Pereira, de 19 anos, mais conhecido como “Chupeta”, e Vilson de Souza Pereira com 21 anos, o “Mike” foram presos em operações anteriores.

De acordo com o tenente Otoniel Gonçalves da Central de Inteligência, os trabalhos de desarticulação continuam de forma ininterrupta. “Os crimes vão se modificando. Nós temos que nos adaptar para antecipar os crimes. Então o foco é na prevenção e o alvo são as bananas de dinamite”.

 

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros