Cidades Quinta-feira, 13 de Outubro de 2011, 17:16 - A | A

Quinta-feira, 13 de Outubro de 2011, 17h:16 - A | A

DESCONTENTES

MT Saúde paga dividendos, mas médicos começam a se descredenciar do plano

Além do MT Saúde, médicos também aguardam posição do Unidas que reúne diversos planos em Mato Grosso

Marcos Negrini/Secom-MT

Mesmo com o pagamento das dívidas, MT Saúde vai perder muitos médicos credenciados; lista de descredencimento deve sair em 10 dias

 

Após várias negociações, o MT Saúde começa a pagar dívidas com a classe médica, mas profissionais iniciam o descredenciando do plano mantido pelo Governo do Estado, que há três meses estava sem fazer o repasse para os 16 hospitais e médicos credenciados.

Os pagamentos dos meses de julho e agosto foram feitos na semana passada. Na próxima semana, segundo a assessoria da Secretaria de Administração (SAD), será feito o depósito do mês de setembro.

Mesmo com o pagamento em dia, médicos estão se descredenciando do MT Saúde que atende mais de 17 mil servidores e familiares de todo o Estado. No total, 641 faziam o antedimento a pacientes conveniados pelo plano.

“A maioria dos médicos que eu conheço estão se descredenciando. Porque não aceitamos mais receber pouco, agora o mínimo por consulta é de R$ 60,00”, informou a presidente do Conselho Regional de Medicina, Dalva Alves.

A assessoria da Sad informou que o Estado vai procurar outros médicos para se credenciar ao MT Saúde. O governo está fazendo levantamento de quantos médicos estão deixando de atender pelo plano, a lista deve sair em 10 dias.

OUTROS PLANOS 

Sindicato, Associação e Conselho dos Médicos formaram uma comissão de honorários para discutir com outros planos de saúde.

De acordo com a presidente do Sindicato dos Médicos (Sindimed), Elza Queiroz, a comissão sentou com a Unidas, que reúne diversos planos de saúde, para entrar em consenso. “Eles apresentaram uma proposta e fizemos uma contra-proposta”, informou. As entidades aguardam a resposta da operadora dos planos.

Segundo Dalva Alves do CRM, somente a Unimed não está na lista dos descontentamentos. “A Unimed foi a única que sinalizou que irá pagar o mínimo de R$ 60,00, valor que  pedimos para a consulta.  Há dois anos eles pagam o mínimo”, informou.

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros